Por pbagora.com.br

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Euller Chaves, participou de uma reunião, no começo da manhã desta quinta-feira (23), para negociar a liberação de parte da frota de caminhões que transportam combustíveis, na Paraíba. A preocupação é garantir para as próximas horas o abastecimento de carros que prestam serviços essenciais, a exemplo de viaturas, ambulâncias e transporte público. 

No encontro, que aconteceu na presidência do Porto de Cabedelo, foi negociada a liberação de, no mínimo, 30% da frota de caminhões que transportam combustíveis, o que representa 800 mil litros destinados para os serviços essenciais. 

“Os serviços essenciais não podem parar. A Justiça já começa a trazer determinações e o que queremos é negociar de forma democrática, para garantir não só a manifestação legítima que está acontecendo, mas também o direito das pessoas de ter policiamento, prestação de socorro e o seu transporte para ir até o trabalho, escola ou universidade”, pontuou o coronel Euller. 

Ficou decidido que serão liberados os 800 mil litros de combustíveis, que serão repassados para os postos que abastecem carros que prestam esses serviços essenciais. 

A reunião foi dirigida pela presidente da DOCAS/PB, Gilmara Temóteo, e contou com a presença de caminhoneiros, representantes da categoria, do sindicato dos postos e do gerente executiva de controle e manutenção de veículos da Paraíba, Francisco Neuman.

PB Agora

 

Notícias relacionadas

Campina Grande tem 63 vagas de emprego, nesta quarta

A Prefeitura Municipal de Campina Grande, por meio do Sine Municipal, está oferecendo vagas de emprego nesta quarta-feira, 12. Estão disponíveis 63 oportunidades no sistema, com necessidade de comprovação de…

Dos 27 governadores brasileiros, 10 já se vacinaram contra a covid

Dos 27 governadores brasileiros, 10 já tomaram pelo menos a 1ª dose da vacina contra a covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. A fórmula mais usada pelos mandatários é a…