Por pbagora.com.br

Pouco mais de um após ser cotado para vice na chapa do atual presidente Jair Bolsonaro (PSL), o ex-senador pelo estado da Paraíba, Ney Suassuna, volta ao foco da justiça, agora como réu na Operação Lava Jato, operação de combate a corrupção que ajudou a impulsionar o discurso do então candidato do PSL para a disputa presidencial.

Em julho de 2018 Ney reacendia seu nome na fogueira das especulações em Campina Grande ao recepcionar e declarar apoio ao presidenciável na Rainha da Borborema.

Á época, o presidente estadual do PSL, Julian Lemos, enalteceu o trabalho de Suassuna pela Paraíba e destacou que o empresário paraibano, senador por dois mandatos, era um nome considerado para vice de Bolsonaro.

Na oportunidade, Ney defendia uma mudança radical para que o país passasse pela crise moral, financeira e de violência. Ele chegou a defender, inclusive, a liberação do porte de arma para população se defender da bandidagem. A proposta foi um dos carros chefes da campanha de Bolsonaro.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Golpista usa nome de Aguinaldo Ribeiro para aplicar ‘golpe’ por SMS

Golpistas estão usando o nome do deputado federal Aguinaldo Ribeiro, do Progressistas da Paraíba, para aplicar um golpe, solicitando a confirmação de autoridades, amigos e políticos, via SMS, para um…

Visitas no sistema prisional da Paraíba voltam a ser permitidas a partir deste sábado

Ainda com à Paraíba ainda enfrentando una luta para conter o avanço do novo coronavírus, as visitas sociais aos reeducandos do sistema prisional no Estado, estão liberadas a partir deste…