Por pbagora.com.br

O ex-prefeito de Alhandra, Renato Mendes, está sendo investigado por supostamente ter causado um prejuízo de cerca de R$ 3 milhões ao município por não ter recolhido contribuições previdenciárias. A representação contra o ex-gestor foi feita por uma auditora fiscal da Receita Federal.

De acordo com a denúncia, o “rombo”, no valor exato de R$ 2.976.962,43, ocorreu porque Renato não teria recolhido, no prazo adequado, as contribuições sociais destinadas à Previdência Social, incidentes sobre as remunerações omissas da Guia de Recolhimento do FGTS, o que gerou pagamento de juros e multas.

O inquérito civil foi aberto pela promotora Ilcléia Cruz de Souza Neves Mouzalas e vai investigar os fatos. Se confirmados, configuram improbidade administrativa.

Notícias relacionadas

Cantor e compositor paraibano Cassiano morre aos 77 anos no Rio de Janeiro

O cantor e compositor paraibano Genival Cassiano dos Santos, o Cassiano, morreu nesta sexta-feira (7) aos 77 anos no Rio. Ele estava internado desde o fim do mês passado no Hospital Estadual…

PMJP desenvolve grande projeto de recuperação da cidade no setor turístico

O turismo foi uma das atividades econômicas mais atingidas com a pandemia da Covid-19, gerando uma série de fechamento de empresas, demissões e prejuízos pessoais, já que muitos tiveram que…