Por pbagora.com.br

O deputado estadual Caio Roberto (PR) devolveu o projeto para a Lei Orçamentária Anual enviado pelo executivo estadual para a administração retificar na peça o reajuste de 6% para a Defensoria Pública que desconsidera a autonomia da Defensoria Pública.

“Acreditando que esse tenha sido um erro formal, remetemos a peça orçamentária de volta ao executivo e já comunicamos ao secretário de Planejamento e Gestão, Gustavo Nogueira, para que ele possa retificar esse erro e podermos dar prosseguimento ao trâmite da peça aqui na casa”, diz.

Caio Roberto afirmou que já conversou com o presidente da Comissão de Orçamento da Assembleia Legislativa, Raniery Paulino e ficou acordado que só vai dar segmento a peça quando constar a correção dos valores. “O orçamento da Defensoria Pública veio menor, aquém do que deveria ter enviado. Foi encaminhado R$ 55 milhões e deveria ser mais de R$ 60 milhões. Desconsiderou a autonomia”, reclamou afirmando que por ser um órgão autônomo, a defensoria tem um orçamento impositivo, ou seja, o que for destinado tem que ser obrigatoriamente executado ‘independente da vontade do executivo ou não’.

O deputado aproveitou ainda para apontar que esse ‘erro’ na LOA foi perseguição do governador. “Essa resposta só ele mesmo deve dar”, conclui.

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Acidente deixa carro preso entre dois caminhões na BR-230

No final da manhã desta segunda-feira (28), um acidente envolvendo um carro de pequeno porte e dois caminhões congestionou o tráfego na BR-230, em João Pessoa, nas imediações da sede…

Conselho da OAB-PB aprova desagravos públicos contra delegados após confusão na Central de Polícia

O Conselho Pleno da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), aprovou, por unanimidade, durante reunião extraordinária realizada na noite desse domingo (27), através do sistema de videoconferência, desagravo…