O reitor da Universidade Estadual da Paraíba, Rangel Júnior, comentou sobre a greve dos servidores técnico-administrativos da instituição.

Nessa terça-feira (16) a categoria decidiu, durante assembleia geral realizada no campus de Bodocongó, em Campina Grande, permanecer com a greve.

– Nas circunstâncias em que eu apresentei a proposta acreditei firmemente que haveria possibilidade de reabrimos um diálogo, porque da minha parte nunca houve intransigência e nunca houve portas fechadas para qualquer diálogo. Entretanto, as pessoas precisam compreender que isto é uma via de mão dupla. Ao apresentar uma proposta, eles não flexibilizarem minimamente e não aceitar que em 60 dias possamos apresentar uma nova proposta que pudesse ser encaminhada ao Conselho Universitário e ao governo do Estado, para transformar em projeto de lei. De fato, para mim revela claramente que o interesse é outro – disse.

As informações foram veiculadas na Rádio 101.1 FM.

 

Redação com Paraibaonline

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

MPF, MPPB e PMJP firmam acordo para controle sanitário de esgotos

O Ministério Público Federal (MPF), o Ministério Público Estadual (MPPB) e a Secretaria de Planejamento da Prefeitura Municipal de João Pessoa firmaram, nesta quarta-feira (14), compromisso de ajustamento de conduta…

Incêndio destrói parte de uma casa em bairro de João Pessoa

Um novo incêndio em João Pessoa atingiu uma casa no bairro de Mangabeira, na noite desta quinta-feira (15). Segundo apurou o Corpo de Bombeiros, o fogo começou na sala e…