Seguindo com a gravação de depoimentos por todo o país, o Projeto Brasil Memória em Rede conclui amanhã a série aqui na Paraíba. Serão gravados nesta quinta-feira (12), depoimentos de mulheres do Estado que venceram o Prêmio Sebrae Mulher de Negócios 2008, divulgado semana passada. O projeto, desenvolvido pelo Museu da Pessoa, Ministério da Cultura, Petrobras e Governo Federal, tem como um dos principais objetivos a diversificação das vozes na construção da narrativa histórica brasileira.

O vídeo sobre a luta feminina irá retratar a história de vida, desde a infância, de quatro mulheres donas de micro e pequenas empresas e líderes de associações e cooperativas atuantes na Paraíba. Uma das histórias representadas no projeto será a de Maysa Gadelha. A presidente da Cooperativa de Produção Têxtil Afins do Algodão do Estado da Paraíba (Coopnatural), com sede em Campina Grande, comanda uma cooperativa de mais de 850 agricultores que plantam o algodão naturalmente colorido, além de trabalhar com a tecelagem e a produção de uma linha de roupas com a identidade paraibana agregada nas peças.

O projeto, além da Paraíba, também abrange mais 11 pólos regionais da rede distribuídos pelos estados do Rio de Janeiro, Pará, São Paulo, Bahia, Goiás, Santa Catarina, Ceará, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Amazonas. A seleção desses pólos se deu através de um edital divulgado nacionalmente em 2008 e, aqui na Paraíba, o Sebrae representa uma dessas unidades responsáveis pelo desenvolvimento do projeto.

No Estado, além do depoimento das mulheres, em janeiro, o projeto já gravou e documentou a história de dezenas de personagens participantes do Reisado de Zabelê, movimento cultural folclórico que acontece na Região do Cariri paraibano desde 1919. O vídeo produzido na região registrou os movimentos do Reisado que se dão com o ritmo da cantiga, onde os dançarinos desenvolvem passos diversos, comandados pelo Mestre do Reisado.

A gestora do Projeto de Cultura do Sebrae/PB, Maísa Duarte, conta que como a instituição sempre trabalha com o resgate de histórias de diversos atores sociais, seja no campo do artesanato, da agricultura e da cultura popular, surgiu um interesse em atuar no Brasil Memória em Rede. “O projeto é fantástico e faz com que você ou eu possamos participar ativamente da construção da história do país em que vivemos. Isso tudo fortalece as múltiplas identidades culturais do Brasil, que são inúmeras e que às vezes estão escondidas ali em um canto inexplorado. Na instituição trabalhamos muito junto à população e sabemos de histórias muito valiosas”, completa.

O Brasil Memória em Rede é desenvolvido totalmente em meio digital, ou seja, os depoimentos são disponibilizados na internet para que qualquer cidadão tenha acesso aos dados através de um museu virtual. O projeto ainda possibilita a gravação do seu próprio depoimento, onde a pessoa está apta para contar a sua história de vida e compartilhá-la com arquivos de textos, imagens, áudios e vídeos para mais de quatro mil pessoas cadastradas no museu. Para visualizar os conteúdos, basta acessar os sites www.museudapessoa.net ou www.brasilmemoriaemrede.org.br.
 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

CORRIDA DO BEM: Waldonys fará salto de paraquedas e homenagem a Gabriel Diniz

O cantor Waldonys fará um salto de paraquedas e pousará durante a largada da Corrida do Bem que acontece em João Pessoa, no próximo domingo (20), com saída marcada para…

Saiba quem é nome do governador indicado para novo Conselheiro do TCE

O governador João Azevêdo enviou mensagem ao presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino, para formalizar a indicação de Antônio Gomes Vieira Filho para o cargo de conselheiro do…