Um professor de Geografia, na Escola Cidadã Integral Conego Nicodemos Neves, em João Pessoa, foi afastado do cargo, por determinação da Secretaria de Estado de Educação, Ciência e Tecnologia, após suspeita de participação em ma quadrilha de clonagem de veículos, na Paraíba.

Na justificativa, a Secretaria alegou que a permanência do professor na unidade poderia interferir no curso das investigações. O afastamento tem caráter preventivo e deve durar 60 dias, sem prejuízo da remuneração.

O professor já chegou a ser preso, em 2016, pelo mesmo crime.

O afastamento foi publicado na edição desta quarta-feira (17), do Diário Oficial do Estado (DOE).

 

PB Agora

 

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Censo 2020: João destaca relevância da pesquisa para definir investimentos

O governador João Azevêdo participou, nesta segunda-feira (19), no Palácio da Redenção, em João Pessoa, do lançamento oficial do Censo Demográfico 2020. Na ocasião, ocorreu a primeira reunião de planejamento…

UFCG: confira concorrência de concurso para técnico administrativo

Cargos mais concorridos são os de Técnico em Assuntos Educacionais, Enfermeiro e Assistente em Administração. A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) divulgou nesta segunda-feira, dia 19, o resultado final…