Um professor de Geografia, na Escola Cidadã Integral Conego Nicodemos Neves, em João Pessoa, foi afastado do cargo, por determinação da Secretaria de Estado de Educação, Ciência e Tecnologia, após suspeita de participação em ma quadrilha de clonagem de veículos, na Paraíba.

Na justificativa, a Secretaria alegou que a permanência do professor na unidade poderia interferir no curso das investigações. O afastamento tem caráter preventivo e deve durar 60 dias, sem prejuízo da remuneração.

O professor já chegou a ser preso, em 2016, pelo mesmo crime.

O afastamento foi publicado na edição desta quarta-feira (17), do Diário Oficial do Estado (DOE).

 

PB Agora

 

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Academias em JP são interditadas pelo Conselho Regional de Educação Física

Quatro academias foram interditadas, na manhã desta quarta-feira (16), em João Pessoa, durante uma ação de fiscalização do Conselho Regional de Educação Física da 10ª Região – Paraíba (CREF10/PB), que…

Jeová reage contra vazamentos seletivos em operações judiciais: “É tirano”

O deputado estadual Jeová Campos, do PSB, prestou solidariedade a deputada Estela Bezerra (PSB) nesta quarta-feira (16) após a repercussão da informação de que a colega havia sido citada no…