A Procuradoria da Justiça Desportiva liberou na noite desta terça-feira (03), denúncia contra o Treze pela atuação do técnico Celso Teixeira na Série C do Campeonato Brasileiro. Com punição a cumprir, o treinador não poderia comandar a equipe à beira do campo na partida diante do Confiança, pela 17ª rodada da competição. O Galo no entanto, não deve perder pontos, mas pagar multas.

A Procuradoria enquadrou o Treze por descumprir o artigo 49 do RGC e por descumprir decisão da Justiça Desportiva. Ainda não há data para julgamento do processo na Comissão Disciplinar do STJD.

Após o encerramento da primeira fase da Série C do Campeonato Brasileiro, o ABC ingressou no STJD do Futebol com uma Notícia de Infração relatando uma suposta irregularidade do técnico Celso Teixeira no comando do Treze.

Denunciado por expulsão na partida realizada no dia 9 de junho, Celso foi julgado e punido no STJD com três partidas de suspensão no dia 8 de julho.  Em 8 de agosto o treinador foi contratado pelo Treze e, sem cumprir a punição, comandou a equipe pela primeira vez no dia 18 de agosto, na partida contra o Confiança.  Na Notícia de Infração o ABC destacou que o clube da Paraíba teria cometido infração ao artigo 214 do CBJD por suposta escalação irregular.

Após análise dos documentos e das manifestações da Diretoria de Competições da CBF e do clube paraibano, a Procuradoria ofereceu denúncia ao Treze. Na denúncia a Procuradoria destacou que o artigo 214 mencionado pelo ABC trata exclusivamente de irregularidade de atletas não cabendo qualquer outra interpretação. No entendimento da Procuradoria o Treze cometeu infração aos artigos 49 do RGC e aos artigos 191 inciso III 223, ambos do CBJD.

Com a liberação da denúncia a secretaria do STJD do Futebol dará prosseguimento aos trâmites para que o processo entre em pauta para julgamento em data a ser agendada.

 

Rebaixado dentro de campo, o ABC apresentou no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) uma notícia de infração contra o Treze por uma suposta irregularidade do técnico Celso Teixeira. Segundo a denúncia do clube potiguar, o treinador estaria suspenso por três partidas e não poderia ter comandado a equipe paraibana no duelo contra o Confiança, pela 17ª rodada da Série C.

 

O STJD  recebeu a denúncia do Alvinegro potiguar e deu prazo de dois dias para que o Departamento de Competições da CBF e o Galo da Borborema se manifestem sobre a situação do treinador ao assumir o time paraibano na Terceirona

Embora tenha acatado a denúncia, a Procuradoria não seguiu a linha de acusação desejada pelo ABC e enquadrou o Treze por descumprir o artigo 49 do RGC, além de desobediência à decisão da Justiça Desportiva.

Isso significa que o Galo da Borborema não corre risco de perder pontos na classificação final da Terceirona, o que seria exatamente a intenção dos natalenses.

Sendo assim, a forte tendência é de que o técnico Celso Teixeira tenha sua multa elevada e o ABC permaneça rebaixado à Série D nacional.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Entidades de proteção ambiental destacam importância do Rio Gramame

Entidades de proteção ambiental realizam, neste domingo (22), a 14ª Ocupação do Rio Gramame juntamente com a Remada do Abraço 2019. O evento tem início às 9h30 e término às…

Eduardo é autor de dez leis que asseguram cidadania à pessoa com deficiência

O deputado estadual Eduardo Carneiro (PRTB) é autor de dez leis em defesa da pessoa com deficiência, apresentadas quando vereador de João Pessoa. Neste sábado (21), Dia Nacional de Luta…