Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

A Autarquia de Proteção e Defesa do Consumidor do Estado da Paraíba (Procon-PB) foi às ruas, nessa sexta-feira (29), fiscalizar os estabelecimentos que participam da Black Friday. A ação teve o objetivo de conferir eventuais alterações nos preços e garantir os direitos do consumidor.

No balanço parcial, 55 lojas foram fiscalizadas, 29 delas autuadas. Elas terão 10 dias para apresentar defesa administrativa, e sete foram notificadas por auto de constatação. O Setor de Fiscalização, em parceria com a Comissão de Defesa do Consumidor da OAB/PB e Assessoria Jurídica do Órgão, participaram da fiscalização junto com alunos dos cursos de Ciências Contábeis e Gestão Financeira.

“A cada ano, o Procon-PB se prepara com antecedência para a operação Black Friday. Fazemos monitoramento de lojas físicas, como também, virtuais. As denúncias apresentadas pelos consumidores foram todas verificadas”, observou Késsia Liliana, superintendente do Procon-PB. O consumidor pode ainda fazer sua denúncia através da plataforma consumidor.gov.br, ou pelo Portal da Cidadania, através da aba “Registrar Denúncia Procon”, ou ligar gratuitamente para o número 151.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

UEPB institui auxílio emergencial e garante pagamento de bolsas de assistência estudantil

A Administração Central da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) instituiu, por meio da Portaria UEPB/GR/0020/2020, um auxílio financeiro emergencial, a título extraordinário, de parcela única, para os alunos assistidos pelo…

Criminosos usam nome de secretário Geraldo Medeiros para golpe

Diante da necessidade que a população de obter informações sobre as medidas de prevenção do novo coronavírus, os criminosos usaram o nome do secretário de Saúde Geraldo Medeiros para aplicar…