A Autarquia de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-PB) fiscalizou 31 estabelecimentos comerciais em João Pessoa, tendo em vista a proximidade da Black Friday. Desse total, 18 estabelecimentos foram autuados e cinco autos de constatação notificados no primeiro dia da ação antecipada da promoção. As empresas terão um prazo de 10 dias pra apresentar suas defesas. Desde agosto o órgão faz monitoramentos presenciais e on-line com a finalidade de acompanhar os produtos da Black Friday

O Procon-PB realizou uma intensa fiscalização nos estabelecimentos comerciais de João Pessoa em cumprimento da Lei estadual 10.859/2017 que visa à obrigatoriedade da publicação da relação de todos os produtos que estarão em promoção com antecedência mínima de dois dias da Black Friday pelas empresas físicas e on-line.

De acordo com a lei, as empresas que não possuem site para divulgação da lista de produtos em promoção ficam obrigadas a divulgar na imprensa local relação completa de produtos e valores de antes e durante a promoção.

“A ação da Fiscalização do Procon/PB continuará durante todo período que antecede a Black Friday e no dia da promoção, com o intuito de salvaguardar os consumidores de qualquer inadequação ao cumprimento da Lei e dos seus direitos”, disse Késsia Cavalcanti, superintendente do Procon-PB.

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Manchas de óleo voltam a aparecer no Litoral Sul da Paraíba

Nessa quinta-feira (23), resquícios do óleo que atingiu parte do litoral brasileiro no ano passado voltou a aparecer na praia de Pitimbu, Litoral Sul paraibano. De acordo com as informações…

Caso Lagoa: MPF denuncia auxiliar de Cartaxo e servidores da PMJP

O Ministério Público Federal na Paraíba (MPF-PB) denunciou o ex-secretário de Infraestrutura da Prefeitura de João Pessoa (PMJP), Cássio Andrade, atual coordenador do Patrimônio Cultural. Além dele, outras cinco pessoas…