Por pbagora.com.br

O Coordenador do Procon Municipal de João Pessoa, Watteau Rodrigues viu com naturalidade a decisão do Sindipetro em acionar o órgão na Justiça. O Sindipetro considera “pirotecnia” a recente notificação do órgão do consumidor aos 22 postos de combustível na Capital.

Sem se abalar, Watteau esclareceu que é um direito de todos acionarem a justiça, apesar de não vê razoes par tal medida.

“O que nós fizemos foi notificar 22 postos de combustível na grande João Pessoa para que os proprietários expliquem o porquê do aumento no preço de combustível, e este é um procedimento normal”, declarou.
Conforme Watteau, o Procon/JP não se inibirá e continuará atento a qualquer tentativa de dominação do mercado.

“Nós notificamos poruque temos prerrogativa de notificar e isto esta previsto no código do consumidor”
 

 

 

PB Agora

Notícias relacionadas

João anuncia R$ 12 milhões para construção de 1.500 cisternas em 39 cidades da PB

O governador João Azevêdo assinou, nesta segunda-feira (19), os contratos para implantação de 1.500 cisternas em 224 comunidades localizadas em 39 municípios paraibanos. As ações serão executadas pelo projeto Cooperar,…

Covid-19: MPF e MPPB acionam governo Bolsonaro para garantir 2ª dose da vacina

O Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público da Paraíba (MPPB) ingressaram, nesta segunda-feira (19), com ação civil pública com pedido de liminar para que, em 24 horas, o Governo…