Por pbagora.com.br

O Diário Oficial do Município de Patos trouxe nesta segunda-feira (11), o decreto que adota medidas temporárias e emergenciais de prevenção de contágio pela Covid-19, bem como recomendações ao setor privado municipal.

De acordo com o texto fica determinado o fechamento de mercados públicos, entre outros segmentos.

Para que a medida seja cumprida, a prefeitura prevê o uso da força policial, caso haja necessidade.

Academias, ginásios esportivos públicos e privados, shoppings, galerias, centros comerciais como o Mercado Público Juvino Lilioso, Mercado Darcílio Wanderley, bares, restaurantes, casas noturnas, boates e estabelecimentos similares; cinemas, teatros, circos, parques de diversão e estabelecimentos congêneres, públicos e privados também devem continuar sem funcionar.

O acesso às praças para práticas de qualquer atividade, a permanência das pessoas em ruas e logradouros públicos, tais como praças, alamedas, entre outros, também foi proibido para evitar aglomerações.

Além dessas, outras medidas mais rígidas também estão sendo implementadas na cidade no intuito de diminuir a curva de disseminação do novo coronavírus na cidade.

PB Agora

Notícias relacionadas

Pandemia: Justiça suspende cultos e missas em Bayeux; Decreto permitia realização

O Poder Judiciário concedeu liminar requerida pelo Ministério Público da Paraíba, nesta quinta-feira (25/02), determinando a suspensão da realização de missas, cultos e quaisquer cerimônias religiosas presenciais no município de…

Sérgio Queiroz critica fechamento de igrejas em toda a PB por força de decreto

O novo secretário especial de Modernização do Estado da Secretaria Geral da Presidência da República, Sérgio Queiroz publicou um vídeo em suas redes sociais onde criticou o fechamento de igrejas…