Condenada a pagar uma dívida de R$ 12 milhões com a Cagepa, conforme decisão judicial , a prefeitura de Campina Grande vai procurar a instituição para fazer um acerto de contas. A garantia foi dada pelo procurador-geral do município, Fábio Thoma.

Em entrevista ao PB Agora, ele disse que parte da dívida foi feita na gestão do então prefeito Cássio Cunha Lima (PSDB). “Essas dívidas vêm desde 1995 e parte do débito já foi prescrito. Teremos que negociar levando em consideração essa prescrição”, declarou Thoma.

Segundo ele, a própria Cagepa deve a prefeitura cerca de R$ 6 milhões em IPTU e ainda em ISS (Imposto sobre Serviços). “Vamos, portanto, fazer um acerto de contas e é provável que, no final, a própria Cagepa e que fique nos devendo”, declarou.
 

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Justiça dá 90 dias para prefeitura do Sertão encerrar lixão, sob pena de multa diária

O Ministério Público Federal (MPF) em Patos (PB) obteve liminar em ação civil pública na qual requereu o encerramento de um ‘lixão’ localizado no distrito de São Sebastião, no município…

Coronel dos Bombeiros é preso em operação contra fraudes em laudos

Uma operação do Ministério Púbico da Paraíba (MPPB) cumpre, na manhã desta sexta-feira (23), na Grande João Pessoa, mandados de busca e apreensão para desarticular um esquema de corrupção na…