Condenada a pagar uma dívida de R$ 12 milhões com a Cagepa, conforme decisão judicial , a prefeitura de Campina Grande vai procurar a instituição para fazer um acerto de contas. A garantia foi dada pelo procurador-geral do município, Fábio Thoma.

Em entrevista ao PB Agora, ele disse que parte da dívida foi feita na gestão do então prefeito Cássio Cunha Lima (PSDB). “Essas dívidas vêm desde 1995 e parte do débito já foi prescrito. Teremos que negociar levando em consideração essa prescrição”, declarou Thoma.

Segundo ele, a própria Cagepa deve a prefeitura cerca de R$ 6 milhões em IPTU e ainda em ISS (Imposto sobre Serviços). “Vamos, portanto, fazer um acerto de contas e é provável que, no final, a própria Cagepa e que fique nos devendo”, declarou.
 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

MPs vão à Justiça por garantia de UTIs previstas em plano de combate à Covid-19

O Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público da Paraíba (MP/PB) ajuizaram uma ação civil pública com pedido de liminar em face da União, do Estado da Paraíba, do…

Covid-19: Grande João Pessoa registra mais de 40% dos casos de todo o estado

A Paraíba, segundo dados apresentados no último boletim epidemiológico emitido nesta sexta-feira (5), já registrou 18.579 casos de contaminação pelo novo coronavírus (Covid-19). A Capital paraibana segue sendo o município…