Por pbagora.com.br

A vinda do presidente Jair Bolsonaro, agendada para o dia 3 de setembro, à Paraíba, mais precisamente no município de Coremas, no Sertão da Paraíba, para visitar a primeira usina solar fotovoltaica do país tem preocupado a prefeita da cidade, Francisca Chagas Andrade.

Ela teme que a presença do presidente provoque aglomerações, como já ocorre por onde o presidente costuma passar e, por conta da pandemia do coronavírus, a situação poderia gerar prejuízos à futuros à saúde da população. Por isso, ela já se prontificou de que a agenda do presidente será restrita e não contará com a presença da população.

“Eu estive em contato com o presidente da Rio Alto, a empresa de energia solar, e eles fizeram contato com a assessoria do presidente, que exigiu que o evento fosse muito restrito”, disse a prefeita.

Segundo Francisca, o evento será formal, com a presença das autoridades e poucas pessoas, para manter a segurança.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Por unanimidade: TCE reprova contas de 2017 do prefeito de Sousa, Fábio Tyrone

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba reprovou, em sessão realizada  nesta quarta-feira (30), as contas relativas ao exercício de 2017 do prefeito de Sousa Fábio Tyrone Braga de…

Motoristas de transporte escolar cobram diálogo com a PMJP

Nesta quarta-feira (30), um grupo de motoristas de transporte escolar protestou na frente à residência do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV). De acordo com os motoristas desde o…