A Paraíba o tempo todo  |

Postos da Paraíba se preparam para vender apenas gasolina aditivada

 Donos de veículos que utilizam gasolina como combustível já devem começar a fazer a contas. A partir do ano que vem, todos os postos de abastecimento do país serão obrigados a fornecer apenas a gasolina aditivada. A medida é da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).A explicação da ANP é que a medida dará maior qualidade ao combustível, além de tentar diminuir os índices de poluição ambiental.

 

Proprietários dos 98 postos em atividade na Paraíba já se preparam para a mudança. A confirmação é do presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo da Paraíba, Omar Hamad. “O acordo ainda está longe de entrar em vigor, mas nossos postos já estão se preparando para o novo fornecimento.”, revelou. “Pretendemos usar as mesmas bombas da comum para a nova gasolina”, continuou.

 

Apesar disso, a alteração atingirá diretamente o bolso dos consumidores, que, com a extinção da gasolina comum, gastará em média de 2,54% a mais do que gasta, levando-se em conta os preços praticados hoje. “Ainda é cedo para dizer, mas acredito que a exclusividade da aditivada não vá fazer seu preço cair. A tendência é que os consumidores realmente passem a pagar o mesmo preço de hoje ou até mais caro”, alerta Hamad.

 

Segundo uma pesquisa realizada na primeira quinzena de janeiro pelo Procon-JP, o preço do litro da gasolina chega a variar 10,8%, no estado da Paraíba. A média é de R$ 2,70 para a comum enquanto a aditivada chega a margem de R$ 2,989.

 

Saiba o que a Petrobras produz com cada barril de petróleo

 

Por meio da atividade de refino, o óleo bruto é transformado em uma série de derivados essenciais para o dia a dia. Cada barril de petróleo, que tem o volume aproximado de 158,98 litros, dá origem a diferentes produtos, como gasolina, diesel, lubrificantes, nafta, querosene de aviação, entre outros.

 

O percentual de cada derivado depende do tipo de petróleo, das características das unidades de refino e das necessidades da demanda em determinado período e local. Atualmente, a média do que cada barril produz é:

 

Diesel: 40%

 

O óleo diesel é o principal combustível comercializado no mercado brasileiro. Sua utilização é primordial para o transporte de cargas e de passageiros, indústria, geração de energia, máquinas agrícolas e locomotivas, entre outros equipamentos.

 

Gasolina: 18%

 

Utilizadas em veículos leves para uso particular e também para transporte de passageiros e de cargas, as gasolinas são os combustíveis mais familiares ao público brasileiro. Saiba mais no site da Petrobras Distribuidora.

 

Óleo Combustível: 14%

 

Utilizados na indústria moderna para aquecimento de fornos e caldeiras, ou em motores de combustão interna para geração de calor, os óleos combustíveis subdividem-se em diversos tipos, de acordo com sua origem e características.

 

Gás Liquefeito de Petróleo: 8%

 

O “gás de cozinha”, como é conhecido popularmente o gás liquefeito de petróleo, é comercializado diretamente para as distribuidoras. Cabe a elas a venda do GLP para a rede varejista e grandes consumidores.

 

Nafta: 8%

 

Matéria-prima petroquímica, a nafta é decomposta e gera eteno, propeno e aromáticos, que são produtos utilizados na produção de resinas.

 

Querosene de Aviação: 4%

 

É o combustível usado nas aeronaves com motores a turbina, seja jato-puro, turboélices ou turbofans. Leia sobre o QAV no site da Petrobras Distribuidora.

 

Outros: 8%

Redação com Correio

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe