DCIM100MEDIADJI_0018.JPG

Depois de registrar o melhor mês do ano em setembro e manter o ritmo de crescimento em outubro, o Porto de Cabedelo bateu o recorde de movimentação de navios no mês de novembro. Foram 14 embarcações, o maior número desde março de 2015.

A boa performance foi reflexo do aumento na movimentação de granéis sólidos. Em novembro foram sete navios de grãos, além de cinco navios de combustíveis (gasolina e diesel) e mais dois navios da Marinha do Brasil: a Fragata “Liberal” e o Navio-Tanque “Almirante Gastão Motta”.

“A economia está dando sinais de retomada do crescimento, porém, mais importante do que isso, é fazermos o dever de casa. Nossa equipe e o Governo do Estado tem buscado novos negócios, estamos fazendo investimentos e os resultados se traduzem em novas cargas e o aumento na movimentação”, comemora a presidente da Companhia Docas da Paraíba (Docas-PB), Gilmara Temóteo.

O volume de cargas também teve um resultado positivo. Foram 113.702 toneladas movimentadas, o que representa um aumento de 48% em relação ao mês de outubro, e de mais de 60% de crescimento em relação a novembro de 2018. Esse é ainda o segundo melhor resultado do semestre – em setembro foram 118,6 mil t – e o terceiro melhor de 2019 – abril teve 116,5 mil t movimentadas.

A maior operação em um único navio no mês de novembro foi a descarga de 19,5 mil toneladas de bentonita, que vieram no navio Torrent, dos Estados Unidos. Levando em consideração todos os navios, o trigo foi o produto com maior movimentação no Porto de Cabedelo em novembro: 40.280 toneladas – a segunda maior movimentação dessa carga no ano. No total, foram mais de 68 mil t de grãos.

A posição estratégica do Porto de Cabedelo faz com que navios procedentes de diferentes partes do mundo tenham suas operações na Paraíba. Neste mês, metade dos navios vieram por longo curso: três da América do Norte (EUA e Canadá), dois da Europa (Rússia e Bélgica) e outros dois da América do Sul (Argentina). Outros sete navios vieram de portos pelo Brasil.

Combustíveis tem segundo melhor resultado do semestre – Em novembro, mais de 45 mil toneladas de granéis líquidos passaram pelo berço 101 do Porto de Cabedelo, que é exclusivo para esse tipo de carga. Os cinco navios, juntos, trouxeram 45.332 toneladas de combustíveis, sendo 32,6 mil de gasolina e 12,6 mil de diesel. O resultado é 42%¨maior do que o registrado no mês anterior e está 11% acima do mesmo período de 2018.

Dezembro deve movimentar 154 mil t – De acordo com a gerência de Operações do Porto de Cabedelo, existe a previsão de que 154.801 toneladas passem pelo Porto no último mês do ano. O destaque deverá ser do coque de petróleo (ou petcoke), que representará mais de 60% (94 mil t) do total movimentado.

 

 

Redação com Assessoria

Total
1
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise: no divórcio político de João e RC, os únicos traídos foram os eleitores

Esta foi a crônica política mais anunciada dos últimos tempos. Os primeiros sintomas do mal-estar – embora tênues – eram notados já após o início da gestão de João Azevêdo.…

Em CG, João Azevêdo chama Ricardo Coutinho de maquiavélico

Em Campina Grande, onde participou da inauguração do Centro Integrado Multiusuário de Referência em Saúde da Paraíba, que atuará no processamento de imagens médico-odontológicas e impressão 3D, o governador João…