A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta sexta-feira (21), a Operação TRIGLAV, com objetivo de cumprir seis mandados de prisão preventiva e dois mandados de busca e apreensão, na Paraíba e no Rio Grande do Norte, além de ordens judiciais de bloqueio de valores depositados em contas correntes, expedidos pela Vara de Entorpecentes da Comarca de João Pessoa/PB.

 

Segundo informações repassadas pela PF, a organização é acusada de transportar maconha, cocaína e crack do Rio Grande do Norte para comercializar na Paraíba. A investigação, iniciada há seis meses, resultou, até a presente esta sexta-feira, na apreensão de 100 Kg de drogas, além da identificação dos integrantes do grupo criminoso responsável pela distribuição de entorpecentes na Paraíba.

Após a identificação, os presos suspeitos de participação na facção foram indiciados pela prática dos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas, cujas penas, somadas, podem chegar a trinta anos de reclusão.

A ação tem por finalidade desarticular a associação criminosa, comandada do interior de estabelecimentos prisionais, responsável pelo tráfico de maconha, cocaína e crack oriundos do Rio Grande do Norte e comercializados em todo o estado da Paraíba.

A investigação, iniciada há aproximadamente seis meses, já apreendeu 100 Kg de drogas, além da identificação dos integrantes do grupo criminoso responsável pela distribuição de entorpecentes na Paraíba.

Os presos foram indiciados pela prática dos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas, cujas penas, somadas, podem chegar a trinta anos de reclusão.

 

Após os interrogatórios, os investigados serão apresentados à Justiça Estadual, para realização de audiência de custódia e, em seguida, transferidos para o sistema prisional do Estado.

O nome da operação faz alusão à divindade da mitologia Eslava TRIGLAV, deus de três cabeças que representava os três mundos que governava: Céu, Terra e Submundo.

 

Redação com assessoria

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Em CG, alunos são internados vítimas de envenenamento

Três estudantes de uma escola estadual de Campina Grande deram entrada no Hospital de Trauma da cidade vítimas de envenenamento na tarde desta quinta-feira (14), onde seguem internadas. De acordo…

Prefeitura de CG e secretarias não terão expedientes nesta sexta

Apesar de não haver expediente nas repartições públicas nesta sexta-feira, 15, por conta do feriado pela Proclamação da República,  os serviços essenciais oferecidos pela Prefeitura Municipal de Campina Grande serão…