Três pessoas e 10 quilos de drogas apreendidas. Este é o resultado de uma ação realizada na manhã desta terça-feira (19) pela Polícia Civil da Paraíba. Os trabalhos ocorreram em João Pessoa e em Jacumã, situado no litoral sul do Estado. Os presos, sendo dois homens e uma mulher, foram localizados após um trabalho de investigação feito por equipes da Delegacia de Repressão a Entorpecentes de João Pessoa (DRE/JP). Além dos entorpecentes, os policiais encontraram uma arma de fogo em poder dos envolvidos.

Os presos foram identificados como Igor Jansem de Souza Fidelis, de 23 anos; Flávia Cosmo Ribeiro, 46 anos e Ewerton Cosmo Ribeiro, 31 anos. Com eles, a polícia encontrou cerca de dois quilos de cocaína, sete quilos de maconha e dois quilos de crack.

A menor parte da droga foi localizada em Jacumã, com Ewerton. Após ser abordado pelos policiais, ele alegou que recebeu a quantia de R$ 100 para levar o entorpecente de João Pessoa para Jacumã e negou ter envolvimento com outras ações criminosas. Apesar disso, foi preso e conduzido para Delegacia. As equipes da DRE já tinham informação de que Ewerton havia pegado a droga em uma localidade no bairro de Mangabeira.

“Nossos investigadores foram até esse local e encontraram cerca de oito quilos de entorpecentes enterrados em um terreno de um imóvel e prenderam as outras duas pessoas envolvidas no crime”, explicou o delegado.

Os três presos serão autuados por crime de tráfico de drogas e encaminhados para a carceragem da Central de Polícia Civil. Eles serão apresentados ao Poder Judiciário nesta quarta-feira (20), durante audiência de custódia.

 

Secom

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Midia nacional: famoso comunicador paraibano pode fechar com a Gazeta diz site

Fabiano Gomes é um dos comunicadores mais polêmicos do Nordeste. Foi o primeiro apresentador paraibano que venceu, no IBOPE, o “Bom dia praça” e o “Bom dia Brasil”, pela TV…

Análise: Bolsonaro cutuca cão com vara curta. Mas é melhor já ir se acostumando

O presidente Jair Bolsonaro, que há muito vem testando a paciência do povo e das instituições brasileiras, está cutucando o cão com vara curta. Como quem testa se teria condições…