Durante entrevista na manha desta quinta-feira, o Superintendente da STTP, Félix Neto, se mostrou surpreso com a paralisação total dos serviços da frota de transporte coletivo de Campina Grande, ordenada pelo Sitrans, Sindicato das Empresas de Passageiros.

Segundo o dirigente, sempre existiu um diálogo de bom senso, e de forma respeitosa entre a STTP e o Sitrans, ouvindo as ponderações e as dificuldades que o sistema enfrenta, principalmente neste período de pandemia , com a queda brusca de passageiros transportados de 100 para 22 mil/dia.

“Reconhecemos que o setor de transporte de passageiros passa por dificuldades, no entanto o interesse público e o bom senso devem ser prevalecidos, nas reuniões que serão realizadas para solução do problema no dia de hoje”, disse Félix Neto.

O superintendente disse ainda que continua com os entendimentos junto ao Sitrans, para que 30% da frota não seja paralisada em toda a cidade , já que os passageiros de setores essenciais estão prejudicados, sem meio de locomoção para seus trabalhos.

 

Redação com Codecom

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

MPF denuncia e pede prisão da ex-prefeita de Patos, Francisca Mota

O Ministério Público Federal (MPF) pediu a condenação da ex-prefeita de Patos (PB), Francisca Gomes de Araújo Mota, por ter deixado de repassar à Receita Federal R$ 2.411.904,53 relativos às…

IFPB Solidário entrega mais de 740 cestas básicas em 19 cidades paraibanas

A Campanha IFPB Solidário tem mobilizado toda a comunidade acadêmica e externa ao IFPB com um objetivo em comum: o amparo e a proteção dos grupos em  vulnerabilidade social diante…