Por pbagora.com.br

Durante entrevista na manha desta quinta-feira, o Superintendente da STTP, Félix Neto, se mostrou surpreso com a paralisação total dos serviços da frota de transporte coletivo de Campina Grande, ordenada pelo Sitrans, Sindicato das Empresas de Passageiros.

Segundo o dirigente, sempre existiu um diálogo de bom senso, e de forma respeitosa entre a STTP e o Sitrans, ouvindo as ponderações e as dificuldades que o sistema enfrenta, principalmente neste período de pandemia , com a queda brusca de passageiros transportados de 100 para 22 mil/dia.

“Reconhecemos que o setor de transporte de passageiros passa por dificuldades, no entanto o interesse público e o bom senso devem ser prevalecidos, nas reuniões que serão realizadas para solução do problema no dia de hoje”, disse Félix Neto.

O superintendente disse ainda que continua com os entendimentos junto ao Sitrans, para que 30% da frota não seja paralisada em toda a cidade , já que os passageiros de setores essenciais estão prejudicados, sem meio de locomoção para seus trabalhos.

 

Redação com Codecom

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Governo conclui pagamento de auxílio emergencial da Lei Aldir Blanc

O Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), concluiu o pagamento da renda emergencial mensal, prevista pela Lei Aldir Blanc. No Estado, 434 pessoas foram…

Covid: quatro pacientes vindos de Manaus para PB recebem alta do HU, em JP

Amazonenses chegaram às 23h do domingo e estavam em tratamento contra a covid-19 Quatro dos 17 pacientes de Manaus com covid-19 que estão em tratamento em João Pessoa, na Paraíba,…