O protesto promovido por estudantes de Campina Grande, no centro da cidade, contra o reajuste de tarifas de transporte urbano, na manhã desta quinta-feira (19) terminou em pancadaria e prisões. A tropa de choque da Polícia Militar da Paraíba perdeu o controle da situação, após ser convocada pela Prefeitura de Campina Grande, e deu início a espancamento de jovens, inclusive menores, próximo ao Terminal de Integração de Passageiros, no Largo do Açude Novo. 

No total, oito estudantes foram presos – inclusive dois menores. A confusão teve início quando, após chegar em forte aparato ao local do protesto, no Terminal de Integração, a tropa de choque da PM passou a revistar os manifestantes. Uma estudante se recusou a deixar ser revistada, alegando que só permitiria a ação por parte de uma policial feminina. Irritado, o policial militar passou a espancá-la, o que gerou uma onda de protestos e pancadaria. Mais de mil estudantes participavam do protesto.

Entre os estudantes presos, destacam-se Mrcelo de Lima, da União Brasileira de Estudantes Secundaristas; Marcelo David – diretor da União da Juventude Socialista;Felipe Lime – estudante de filosofia da UEPB e também integrante da UJS, além de Samara Silva, da Associação dos Estudantes Eecundaristas da Paraíba.

Desde o início desta semana que estudantes de Campina Grande se mobilizam contra o reajuste da tarifa de transporte coletivo autorizada pelo prefeito Veneziano Vital do Rêgo. Com agenda marcada para a manhã desta quinta-feira na Câmara de Vereadores, Veneziano chegou a suspender sua ida à Casa por conta dos protestos estudantis em frente à sede do Poder Legislativo Municipal.

O valor da passagem de ônibus em Campina Grande passa de R$ 1,55 para R$ 1,70 – reajuste na ordem de 10%.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Incêndio destrói estofaria após curto-circuito, na cidade de Bayeux

Na manhã desta quarta-feira (22), uma estofaria localizada na cidade de Bayeux ficou praticamente destruída pelo fogo. Segundo as informações de funcionários do local, as chamas começaram após um curto-circuito…

Em JP, Cagepa suspende abastecimento após rompimento de adutora

A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) está trabalhando no conserto de uma adutora de água, no bairro Jardim Veneza, na Capital, desde o início da tarde desta…