Os assaltos realizados por menores de idade, na Praça Clementino Procópio, localizada no Centro da cidade, registrados por cidadãos em vídeos que circularam nas redes sociais são fruto de uma legislação branda diante de penquenos delitos. A afirmação é do comandante do 10º Batalhão de Polícia Militar de Campina Grande, tenente-coronel Rogério Damasceno, que ressaltou que o trabalho da polícia é dificultado justamente por conta dessa legislação. 

– Chegamos a ter conhecimento desses vídeos e começamos a implantar uma nova modalidade de policiamento naquela área central. Grande parte desses delitos que são cometidos não só na Praça Clementino Procópio, mas no Centro de Campina Grande, são cometidos principalmente por menores. Dificulta nosso trabalho porque quando eles são apreendidos e levados até a autoridade policial, a Legislação determina que os pais sejam chamados e que eles sejam entregues, o que acho correto. Mas, em quase 100% desse retorno deles aos pais, eles retornam às ruas e voltam a cometer esses tipos de atos infracionais – disse.

As informações foram veiculadas na Rádio 101.1 FM

 

Redação

 

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Consórcio Nordeste: Governador da Bahia confirma adesão ao ‘Preço da Hora’

O governador da Bahia e presidente do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste, Rui Costa, elogiou, nesta quarta-feira (21), durante reunião do Consórcio Nordeste, em Teresina, no Estado do…

Confira locais de prova do concurso para servidores da UFCG

Prova objetiva está prevista para ser aplicada no dia 15 de setembro A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), através da Comissão de Processos Vestibulares (Comprov), disponibilizou nesta quarta-feira, dia…