Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) realiza reunião com 14 itens. Entre eles, o PLS 239/2018, que prevê que os prazos previstos na lei de recuperação judicial e falências seja contado em dias úteis.À bancada, senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB).Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O Projeto de Lei (PL 861/2019), de autoria do Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB), que isenta do pagamento da taxa de passaporte os estudantes brasileiros que forem estudar, pesquisar ou participar de alguma extensão fora do Brasil está pronto pra votação na Comissão de Educação (CE) do Senado Federal.

De acordo com Veneziano, o Projeto, considerado de grande alcance social, tem o objetivo de reduzir os custos de saída do país para os estudantes que quiserem fazer o intercâmbio e vivenciar a experiência de estudar no exterior. “O custo da emissão do passaporte brasileiro é um dos mais altos do mundo”, diz Veneziano, em seu Projeto, lembrando que o valor de sua taxa de concessão hoje é de R$ 257,25.

A proposta do parlamentar paraibano já tem o parecer favorável do relator, o Senador Styvenson Valentim (Podemos-RN) que apresentou emenda limitando o benefício a estudantes carentes.

Qualificação na Educação – Em sua justificativa, Veneziano argumentou que uma das formas para se dar um salto na qualidade da educação do país é o envio de estudantes brasileiros ao exterior para realizar cursos e pesquisas, melhorando sua qualificação, e posteriormente retornando ao Brasil com a experiência adquirida.

Nesse sentido, a proposição visa a reduzir o custo de saída do Brasil, concedendo a isenção do pagamento de taxas ou emolumentos pela emissão de passaportes e demais documentos de viagem, no território nacional, aos estudantes brasileiros que comprovadamente requeiram esses documentos com o objetivo de realizar atividade de ensino, pesquisa ou extensão no exterior.

Se for aprovado na CE, o projeto seguirá para apreciação da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), sendo que, nesta última, terá caráter terminativo, ou seja, se for aprovado e não sofrer recurso para nova votação no Plenário, seguirá diretamente à Câmara dos Deputados.

Assessoria de Imprensa

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Energisa vai trocar geladeiras de 100 famílias em João Pessoa

Interessados podem se cadastrar a partir desta sexta (13), na Praça da Conquista Parte do Programa de Eficiência Energética regulado pela Aneel, o Projeto Nossa Energia vai trocar geladeiras de…

Romero anuncia auditor federal como novo Controlador Geral do Município

Ricardo Wagner Barros de Oliveira teve nome liberado pelo ministro-chefe da CGU, Wagner Rosário, após audiência concedida ao prefeito de Campina Grande De Brasília, onde cumpre agenda administrativa desde a…