Cerca de 500 crianças e adolescentes podem ter sido vítimas de um homem de 24 anos presos nesta quinta-feira (11) no Geisel, em João Pessoa, pela prática de crimes de pedofilia e pornografia infantil. Com ele a Polícia Federal aprendeu material de pornografia infantil.

Segundo informações da Polícia Federal, a maioria das vítimas eram meninas, de 11 e 12 anos. As crianças e adolescentes são da Paraíba e de outros estados. As investigações apontam que o suspeito praticava os crimes há cerca de seis anos, pela internet, por meio de perfis falsos em uma rede social.

Segundo o delegado Gustavo Barros, da Delegacia de Defesa Institucional, o suspeito se apresentava como criança para poder conquistar a confiança das crianças. Quando conquistava as vítimas ele trocava a primeira foto. A partir daí, pressionava psicologicamente as crianças e adolescentes e fazia chantagens, os obrigando a enviar fotos nuas para ele.

O delegado Gustavo Barros informou que as investigações foram iniciadas há seis meses pela Unidade de Repressão a Crimes de Ódio e Pornografia na Internet (URCOP), em Brasília, e foram concluídas pela PF em João Pessoa.

Parlamento PB

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mamaço discute empoderamento feminino e a importância da amamentação

Empoderamento da mulher que amamenta foi o tema principal do Mamaço, evento realizado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio do Banco de Leite Anita Cabral, que teve…

Políticos do Cariri confirmam participação no SOS Transposição

Prefeitos e vereadores de diversos municípios do Cariri confirmaram presença no ato SOS Transposição, que será realizado no domingo (1º de setembro), em Monteiro. Inaugurada em março de 2017, a…