O Senador Cícero Lucena (PSDB) visitará neste domingo a cidade São José dos Ramos, na Zona da Mata Paraibana a convite da prefeita Aparecida Gonçalves, para participar do IV Festival de Aboio que acontece na Praça Noé Rodrigues de Lima.

Segundo o senador do PSDB, o festival é o único que homenageia os vaqueiros em todo o Brasil e sua atenção estará voltada para a missa do vaqueiro que acontecerá as 9 horas da manhã e será celebrada pelo padre João Izidro.

Além dos aboios, que é a parte mais interessante da festa, onde os vaqueiros disputam no “gogó” quem faz o mais belo “canto”, o festival, em sua programação, tem competição de montaria, corrida e desfile de jegue, cavalgada, missa do vaqueiro e muito forró pé-de-serra para animar os participantes.

O evento ainda conta com homenagens ao repentista Manoel Xudu e ao poeta popular Zé de Brito, além de um festival que envolverá a nova geração de vaqueiros, tomando conta do evento as crianças e adolescentes.

Idealizado pela pesquisadora Laura Maurício, o Festival do Aboio é uma louvação à tradição do aboio. “O sentido dessa realização é mostrar às pessoas uma parte de nossa cultura que está em extinção. O vaqueiro não tem mais os campos. A tecnologia e a nova configuração do mundo alteraram muito o ambiente de trabalho, mas o canto, o aboio, tem valor imenso para a cultura do nosso país”, ressalta a estudiosa.

O aboio típico no Nordeste do Brasil é um canto sem palavras, entoado pelos vaqueiros quando conduzem o gado para os currais ou no trabalho de guiar a boiada para a pastagem. É um canto ou toada um tanto dolente, uma melodia lenta, bem adaptada ao andar vagaroso dos animais. Existe também o aboio cantado ou aboio em versos que são poemas de temas agropastoris, de origem moura e que chegou ao Brasil, possivelmente, através dos escravos mouros da ilha da Madeira, em Portugal, país onde existe esse tipo de aboio.

O projeto do Festival foi contemplado no edital 2008 do Fundo de Incentivo à Cultura Lei Augusto dos Anjos (FIC), e recebeu recursos na ordem de 40 mil reais, segundo tabela do FIC divulgada pela Subsecretaria de Cultura no ano de 2008.

Dentro do projeto, além da realização do festival, também está prevista a gravação e distribuição de um CD com canções e aboios da festa. “Cerca de 10 vaqueiros estarão participando do CD, entre eles a vaqueira Lila e dois vaqueiros mirins”, destaca Laura Maurício.

PROGRAMAÇÃO

15 de Março

7h30 Cavalgada (saída da casa de Zé Preto)

9h Missa do Vaqueiro com o padre João Izidro

11h Encerramento do Festival

Versos de Manoel Xudu

Sou igualmente a pião
saindo de uma ponteira
que quando bate no chão
chega levanta a poeira
com tanta velocidade
que muda a cor da madeira.

Cantar pra Zé de Cazuza
pra Lourival, pra Heleno
é mesmo que matar cobra
com um cacete pequeno
pisar na ponta do rabo
sem se lembrar do veneno.

Minha mãe que me deu papa
me deu doce, me deu bolo
mãe que me deu consolo
leite fervido e garapa
mamãe me deu um tapa
e depois se arrependeu
beijou aonde bateu
acabou a inchação
Quem perde a mãe tem razão de chorar o quer perdeu

Deixe de sua imprudência
deixe eu findar a peleja
como é que eu posso cantar
tocar e tomar cerveja
cachorro é que tem três gostos
que corre, late e fareja.
 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Começa na próxima segunda-feira Semana Nacional de Ciência e Tecnologia em CG

Começa na próxima segunda-feira (21) a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNTC). Em Campina Grande diversas instituições realizam atividades com o objetivo de popularizar a ciência e motivar crianças…

Saúde divulga boletim do sarampo e reforça campanha de vacinação neste sábado

O Dia D da campanha de vacinação contra o sarampo acontece neste sábado (19) e a Secretaria de Estado da Saúde (SES) reforça que mais de mil postos estarão abertos…