A Companhia Paraibana de Gás (PBGás) completa 25 anos de atuação no mercado registrando crescimento de 10% nos segmentos residencial/comercial em relação a dezembro do ano passado. A companhia ultrapassa os 19 mil clientes residenciais e comerciais, que já percebem as vantagens do gás canalizado. A meta da companhia é fechar o ano com mais de 20 mil clientes ligados à rede de gasodutos, dentro do alto padrão de eficiência e segurança.

A carteira de clientes da PBGás inclui ainda 42 indústrias e 38 postos de combustíveis que fornecem GNV. Entre os principais clientes da Companhia estão as maiores indústrias do estado: Elizabeth, Alpargatas, Coteminas; os shoppings Manaíra, Mangabeira e Pátio Altiplano, em João Pessoa, e Partage e Luiza Mota, em Campina Grande. Ainda fazem parte da lista, prédios de alto padrão como o Tour Geneve, mais alto do Nordeste, com 182 metros de altura e 54 pavimentos e um mirante que se tornou ponto turístico de João Pessoa.

Criada em 25 de outubro de 1994, a empresa de economia mista, que tem como acionistas o Governo da Paraíba, a Gaspetro (empresa controlada pela Petrobras) e a Mitsui Gás e Energia do Brasil, iniciou suas operações no início do ano de 1995. Nestes 25 anos já distribuiu 2,3 bilhões de metros cúbicos de gás canalizado que ajudam a mover a nossa indústria, comércios, condomínios e mais de 25 mil veículos GNV. Atualmente, a rede de gasodutos da PBGás possui 330 km em 14 municípios paraibanos.

A diretora-presidente da PBGás, Tatiana Domiciano, destacou o papel da empresa no desenvolvimento econômico da Paraíba e também na geração de cerca de 150 empregos diretos e indiretos por ano. “Nestes 25 anos, a PBGás tem sido muito importante na atração de indústrias que usam o Gás Natural como fonte de energia e na geração de empregos indiretos, a partir da disseminação de suas diversas aplicações”.

Tatiana Domiciano destacou que a companhia orçou para este ano R$ 7,4 milhões em expansão de rede de distribuição de gás canalizado em João Pessoa e Campina Grande e os investimentos continuarão em 2020 no sentido de atender ao estado com total segurança e de aproximar, ainda mais, os serviços da PBGás da população paraibana. A companhia tem, também, como meta atingir a marca dos 20 mil clientes com a chegada da rede de distribuição a novos bairros como Bessa e conclusão do Jardim Oceania, em João Pessoa, e aos bairros do Centro, Alto Branco e Bodocongó em Campina Grande com a ligação de grandes empreendimentos.

O diretor técnico Comercial, Paulo Campos, lembrou que há 10 anos a PBGás possuía apenas 200 clientes e fecha este ano com 20 mil clientes, o que demonstra como a empresa cresceu nos segmentos residencial e comercial, gerando boa energia também para as maiores indústrias do Estado. Ele também destacou outras conquistas que marcaram o ano como a ampliação da rede de distribuição que possibilitou a ligação de grandes clientes como a termoelétrica Epasa, o Bar do Cuscuz, Condomínio Dallas Park e o complexo empresarial e hoteleiro Heron Marinho, as duas últimas em Campina Grande.

De acordo com a diretora administrativa financeira da PBGás, Taciana Amaral a companhia vem crescendo, a cada ano, em função da dedicação dos seus funcionários e de um trabalho focado na boa gestão e nas melhorias contínuas. Taciana comemora o crescimento nos segmentos residencial, a chegada aos 300 empreendimentos e a conexão, somente este ano, de cinco novas indústrias que movimentam a economia do estado.

 

Redação com Secom/PB

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

UFPB vai comercializar remédios a partir da milona

O Programa de Pós-Graduação em Produtos Naturais e Sintéticos (PgPNSB) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) celebra 41 anos com nível de excelência. Durante essas quatro décadas, formou quase mil…

Procon/CG fiscaliza aplicação da Lei de tolerância de 20 min em estacionamentos

A lei que garante uma tolerância de 20 minutos em estacionamentos de estabelecimentos privados e públicos na Paraíba já está valendo. E o Procon de Campina Grande está visitando os…