A Paraíba o tempo todo  |

PB Agora é alvo de hackers e atualização é prejudicada

Alvo de um ataque conhecido no mundo virtual como DDoS (ataque de negação de serviços), o portal PB Agora encontra dificuldades, desde a semana passada, para manter seu sistema atualizado de forma dinâmica e ágil, como é feito desde a sua criação, cotidianamente. O problema afeta principalmente o gerenciador de tarefas, que é o responsável pela publicação e liberação das matérias e conteúdos jornalísticos.

A equipe do Data Center no Brasil e nos Estados Unidos está trabalhando diuturnamente para inibir a avalanche de ataques e já dispõe de dados para formalizar a denúncia junto à Polícia Federal, que deve investigar o caso e acionar os responsáveis por crime cibernético.

Segundo Filipe Mendes, Administrador do Data Center, que é responsável pelo suporte do PB Agora, o hacker responsável pelo ataque está utilizando a técnica botnet = rede de robôs, normalmente controlada por alguém ou por um grupo. São computadores comprometidos, onde o dono nem sabe que seu computador está sendo utilizado para tal tarefa.

O computador do Ministério Público do Estado do Mato Grosso é um dos que está sendo usado para atacar o portal PB Agora. Segundo levantamento do Data Center, uma das origens do ataque vem do IP: 187.52.106.34 (Correio.mp.mt.gov.br).

Um ataque hacker pode acontecer de diversas maneiras e ter diferentes objetivos. O tipo de ataque mais comum é a invasão, que em geral tem como objetivo roubar dados sigilosos (geralmente o objetivo é atacar instituições financeiras para obter lucros) ou estragar o funcionamento da página (o que pode ser feito através da exclusão de arquivos).

O ataque distribuído por negação de serviço (DDoS, do inglês Distributed Denial-of-Service attack) atinge sua meta excedendo os limites do servidor. Para tal façanha, os responsáveis pelo ataque criam programas maliciosos que são instalados em diversas máquinas, as quais realizarão múltiplos acessos simultâneos ao site em questão.

E como os servidores possuem limitações com relação ao número de acessos em um mesmo instante, acaba ocorrendo que o servidor não aguenta atender as requisições e é retirado do ar. Um ataque distribuído por negação de serviço pode simplesmente reiniciar os servidores ou pode causar o travamento total do sistema que opera por trás do site.

A direção do PB Agora explica aos internautas que, mesmo os serviços estando restabelecidos, os ataques podem voltar de forma inesperada, já que o portal está sendo vitima de mais de cinco mil conexões simultâneas em menos de um minuto. A equipe técnica pede paciência aos usuários e informa que as providências cabíveis já estão sendo tomadas para sanar o problema.

Esse tipo de ataque do sofrido pelo PB Agora já atingiu sites do Governo Federal, a exemplo dos sites da Receita Federal, da Presidência da República, do Portal Brasil e da Petrobrás em 2011.

No caso do PB Agora, uma das hipóteses é que alguém, talvez um concorrente, possa estar pagando esses hackeres para tirar o site do ar e prejudicar a empresa de forma a tentar destruí-la ou eliminá-la do meio jornalístico na Paraíba.

ENTENDA

Embora os ataques de DDoS já existam há mais de uma década, a dimensão e a frequência desses ataques estão aumentando mais rápido do que a capacidade da maioria das empresas de absorvê-los. Como as empresas têm usado cada vez mais a Internet para fazer seus negócios, os ataques de DDoS podem resultar em perda de produtividade e enormes prejuízos financeiros.

 

 

Márcia Dias


PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe