A Prefeitura Municipal de Patos, por meio da Secretaria de Saúde, conseguiu a liberação do Ministério da Saúde, para a construção do Centro de Zoonoses no município. A previsão é de que já no início do ano de 2018 comece a obra do local.

A liberação se deu após uma análise técnica da Vigilância em Saúde, órgão do Ministério da Saúde, em que deu um parecer técnico favorável a toda a documentação exigida para a Secretaria de Saúde quando afirmou que a proposta do município de Patos estava de acordo com o que preconiza  a Lei Complementar Nº 141 de 13/01/2012, artigos 231 e 237 da Portaria de Consolidação GM/MS nº 5, de 28 de setembro de 201, referentes às ações e os serviços voltados para a vigilância, prevenção e controle de zoonoses e de acidentes causados por animais peçonhentos e venenosos, de relevância para a saúde pública; artigos 374 e 378 da Portaria de Consolidação GM/MS nº 1, de 28 de setembro de 2017, referente à alteração do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), no que se refere à metodologia de cadastramento e atualização cadastral, no quesito Tipo de Estabelecimentos de Saúde e com o Manual de vigilância, prevenção e controle de zoonoses: normas técnicas e operacionais – Ministério da Saúde/2016, em relação ao comprometimento de operacionalizar a unidade para a realização exclusivamente de ações e serviços públicos de saúde.

O parecer revelou que a proposta apresentada pela Secretaria de Saúde de Patos apresenta toda a documentação prévia exigida pelo Ministério da Saúde, sendo a certidão de posse do terreno em nome do município, dos termos de anuência do Conselho Municipal de Saúde (CMS) e da Comissão Intergestora Regional (CIR) referente à implantação da unidade no município,  além de uma declaração de compromisso do prefeito de Patos, Dinaldinho Wanderley, quanto a manutenção e execução das atividades  do Centro de Zoonoses.

Segundo a secretária de Saúde, Andressa Lopes, essa conquista foi fruto de muito trabalho e união em prol de um grande objetivo pra Patos. “Essa vitória é fruto de uma luta da Secretaria de Saúde em conjunto com as Secretarias de Agricultura e de Infraestrutura, quando estivemos trabalhando e providenciando toda a documentação exigida pelo Ministério da Saúde desde o mês de abril em prol de um grande objetivo para o povo de Patos”, destacou.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

MPPB sedia lançamento do “Outubro Rosa”, nesta segunda-feira

O Ministério Público da Paraíba vai sediar, às 8h desta segunda-feira (23/09), a cerimônia de lançamento da Campanha Outubro Rosa, promovida pela ONG Amigos do Peito, em parceria com o…

Crônica de domingo: “A raiva e o adoecer da alma”

Raiva. Raiva é aquela doença infecciosa que afeta nossa alma. E se não cuidada, permanece esse ser maldito em nosso próprio ser. A raiva ataca o bom senso. Chamusca amizades.…