O pastor Luiz Lourenço, mais conhecido como “Poroca”, prestou entrevista ao Diário do Sertão e falou sobre a polêmica decisão de um juiz federal que liberou psicólogos para oferecerem supostos tratamentos contra a homossexualidade – conhecidos popularmente como “cura gay”.

 

O juiz federal da 14ª Vara do Distrito Federal Waldemar Cláudio de Carvalho concedeu uma liminar que autoriza psicólogos do Brasil a oferecerem a seus pacientes formas de terapia de reversão sexual. Esse tipo de procedimento era vedado no país pelo Conselho Federal de Psicologia desde 1999.

Durante a entrevista, o pastor parabenizou o juiz por ter autorizado a “cura gay”, e revelou que a homossexualidade é uma doença que tem cura:

“No momento que o homem deixar seus pecados ele será curado, isso é uma doença e só é curada com oração e a espiritualidade, mas é preciso abandonar essas práticas que são contra Deus. Os psicólogos vão trabalhar, mas cuidado, essa doença pega até com o vento, pois, é um espírito, uma imoralidade, disse Poroca.

 

 

 

Fonte: Diário do Sertão

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

TCE dá 60 dias para Prefeitura de Sapé regularizar casos de acumulação de cargos

A 2ª Câmara do Tribunal de Contas da Paraíba decidiu, em sessão desta terça-feira (17), conceder novo prazo de 60 dias para o prefeito de Sapé, Flávio Roberto Feliciano, regularizar…

Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio de R$ 120 milhões

A Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira (18) às 20h (horário de Brasília) o prêmio de R$ 120 milhões, que está acumulado pela décima segunda vez. As seis dezenas do concurso 2.189…