O paraibano Leonardo Rolim é o novo presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Leonardo assume o lugar de Renato Vieira após o Secretário Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, anunciar nesta terça-feira (28) a sua demissão.

Leonardo Rolim ocupava a Secretaria de Previdência, órgão da secretaria especial comandada por Rogério Marinho.

Rolim é natural de Cajazeiras, na Paraíba. Ele é irmão da jornalista falecida Lena Guimarães.

De acordo com o secretário Rogério Marinho, a demissão de Renato aconteceu após uma conversa amadurecida há 15 dias.

Ele é o segundo paraibano a assumir um cargo importante no governo federal em menos de 15 dias. Na semana passada, o professor Benedito Guimarães Aguiar Neto é o 22º nome a assumir a presidência da CAPES desde a sua criação, em 1951.

Aguiar sucederá a Anderson Correia, que chegou à presidência da Coordenação em fevereiro de 2019. Ele deixa reitoria da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), onde ficou à frente do cargo desde 2011.

O Ministério da Economia anunciou nesta terça-feira (28) a demissão do presidente do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), Renato Rodrigues Vieira.

O anúncio foi feito pelo secretário Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, durante entrevista coletiva sobre as providências do governo para reduzir a fila de pedidos de benefício represados no INSS. Segundo Marinho, Renato Vieira pediu demissão.

Vieira foi nomeado no início do governo Jair Bolsonaro e ficou pouco mais de um ano no cargo. Desde o fim do ano passado, o INSS enfrenta do ano passado, uma crise na análise de benefícios.

Atualmente, há quase 2 milhões de pedidos de pensões e aposentadorias represados na fila. O prazo para regularizar essa situação, segundo o próprio governo, é de seis meses.

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PMCG anuncia regras para realização de velórios de mortos por Covid-19

A Gerência de Vigilância Sanitária de Campina Grande – GEVISA publicou, esta semana, uma Nota Técnica com orientações para os serviços funerários no contexto da Covid-19 na cidade. O documento…

Brasil registra 15.927 casos confirmados da COVID-19 e 800 mortes

Já são 15.927 casos confirmados de coronavírus no Brasil. Nas últimas 24 horas o país registrou mais 2.210 novos casos confirmados de Covid-19. Na última terça-feira, o número era de…