A Paraíba voltou a ser destaque na geração de empregos com carteira assinada no país, gerando o 4º maior saldo de vagas e o 2º do Nordeste. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho, mostram que o Estado gerou 7.244 postos em agosto.

O desempenho da Paraíba ficou atrás apenas de Estados como São Paulo, Pernambuco e Paraná entre as 26 unidades da federação e do Distrito Federal. Já outros cinco Estados tiveram queda de emprego em agosto: Maranhão, Acre. Espírito Santo Sergipe e Rio Grande do Sul.

Todas as atividades econômicas da Paraíba tiveram saldo positivo no último mês. Dados do Caged mostram que o saldo de agosto da Paraíba foi puxado pelo maior volume de contratações nos setores da agropecuária (3.321), da indústria de transformação (2.559) e de serviços (647). Foi o melhor agosto em geração de vagas do Estado dos últimos cinco anos, potencializado pelo início da safra da zona canavieira e da fabricação de etanol e de açúcar pelas usinas.  No acumulado do ano, a Paraíba virou o cenário, acumulando agora saldo positivo de 2.747 vagas formais.

Cenário regional – A Paraíba foi responsável por quase 20% dos 36.468 empregos gerados nos nove Estados do Nordeste em agosto. A região apresentou o segundo maior saldo do país no último mês. O Sudeste criou 4l.303 vagas e liderou a geração do saldo de empregos, enquanto o Centro-Oeste (13.117) ficou em terceiro lugar; o Sul com 10.243 postos em quarto  lugar e o Norte com 9.308 vagas ficou em 5º lugar.

O país registrou saldo de 110.431 postos com carteira assinada. Este é o melhor resultado para o mês nos últimos cinco anos. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), ao todo, foram registradas 1,353 milhão de contratações e 1,242 milhão de demissões.

 

Secom

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Bruno avisa que com ou sem o apoio de Romero será candidato à PMCG

Com status de secretário, o chefe de gabinete da Prefeitura de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (sem partido) voltou a confirmar sua postulação à sucessão municipal na Rainha da Borborema…

ALPB: apesar de problema cardíaco, licença de Ludgério está descartada

Está descartada uma licença de mais de 121 dias para tratamento de saúde, do deputado estadual Manoel Ludgério (PSD), após passar mal, na tarde de ontem, terça-feira (20), por conta…