Em contato com a reportagem do PB Agora, na tarde desta quarta-feira (08), o presidente estadual do PT da Paraíba, Jackson Macêdo reagiu a tentativa da justiça para encarcerar o ex-presidente Lula (PT) em uma cela coletiva, de um presídio comum, conforme determinação judicial expedida nesta manhã.

Segundo o dirigente, Lula tem prerrogativas de ex-presidente que precisam ser respeitadas.

“Já que tem a decisão ela deve respeitar as prerrogativas de ex-presidente da República. Um ex-presidente da República não pode ficar em presídio comum. Foi presidente do país, foi comandante das Forças Armadas, tem prerrogativas constitucionais que precisam ser respeitadas e é isso que a gente espera. Não faz sentido querer colocar o presidente no presídio comum, em cela coletiva. Lula tem que estar em uma sala de Estado Maior porque ele é ex-presidente da República”, alertou.

Jackson lembrou que existe um pedido, feito pela defesa do ex-presidente, junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), para que a transferência de Lula só seja avaliada após o pedido de suspeição do ex-juiz e hoje Ministro da Justiça, Sérgio Moro.

“A defesa do presidente Lula tinha pedido para que esse pedido de transferência fosse aguardado o julgamento no STF da suspeição do juiz Moro. Então é muito ruim a decisão agora antes do julgamento da Segunda Turma do STF”, opinou.

Mais cedo o juiz corregedor Paulo Eduardo de Almeida Sorci, do Tribunal de Justiça de São Paulo, determinou a transferência do ex-presidente Lula para a Penitenciária II de Tremembé “José Augusto César Salgado”, localizada no interior de São Paulo.

Nesta tarde a defesa de Lula ingressou com um pedido no Supremo Tribunal Federal para impedir a transferência do ex-presidente.  A defesa de Lula havia pedido que, caso fosse aprovada a transferência, que ele fosse alojada em uma Sala de Estado Maior, local para prisão de autoridades que precisam ter sua segurança assegurada.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Perigo em duas rodas: MPPB defende aumento da fiscalização pelos órgãos para evitar acidentes

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) tem procurado reunir os órgãos responsáveis pelo trânsito na Paraíba com o intuito de implementar ações que possam reduzir o alarmante número de acidentes…

Concurso para Procuradoria do Estado terá 12 vagas e edital deve sair em novembro

O concurso público da Procuradoria-Geral do Estado da Paraíba terá 12 vagas para o cargo de procurador. A informação foi revelada pelo procurador-geral do Estado, Fábio Andrade Medeiros. Fábio Andrade…