Por Eliabe Castor

O prefeito eleito de João Pessoa, Cícero Lucena (PP), vem seguindo à risca os que grandes generais das Forças Aliadas fizeram durante a segunda guerra mundial para debelar o Eixo, em especial o general japonês Hideki Tōjō, que comandava o exército imperial do país nipônico e seus aliados, leia-se Hitler (alemão) e Benito Mussolin (Italiano), fascista de berço, cuja sua execução em praça pública é apenas uma memória sombria na história da humanidade.

Mas, pois bem, como falam os lusitanos com si própria. Primeiro digo que, na época, o ex-presidente do país, Getúlio Vargas, era amante do Eixo. Foi preciso uma gama considerável de capital monetário do “Tio Sam” para o país de cores verde e amarelo entrar na era da revolução industrial e mandar tropas para a Itália.
A chamada República Velha, ou Velha República estava na política primária do “café com leite”. Um Brasil rural que e entrou ao lado dos aliados, além de tratados econômicos, em decorrência do ponto geográfico estratégico na guerra, tornado-se contra ao fascismo e nazismo, além das suas “conveniências” monetárias propostas, em especial, dos Estados Unidos e seu presidente Franklin Delano Roosevelt.

Eu pulo o passado e entro no presente, propriamente falando, do prefeito recém-eleito Cícero Lucena (PP), que já esteve no comando da Prefeitura Municipal de João Pessoa entre os ano de 1997 a 2000. O pulo foi tão somente um preâmbulo meu.

Muito bem! A retórica está digna no meu jeito de escrever. Não gosto que o leitor tenha informações ínfimas do seu futuro prefeito, e mais ainda, suas escolhas para com tudo em relação à política, pois a história é contínua e merece reflexões.

Com um corpo técnico, e não político, mais uma vez o “caboquinho” acertou na receita do bolo, pondo o jornalista Marcos Vinicius Sales Nóbrega como titular da Secretaria de Comunicação Social da PMJP. Não menos qualificado, colocou o colega Janildo Silva como adjunto, formatando um quadro 100% técnico daqueles que entendem a pasta que ocuparão de forma contínua e assertiva. O povo espera isso, eles se esmerem.

Pelo que venho observando, o secretariado de Lucena não é figuração. Não veio ao mundo na “Forma Viva” do fisiologismo. Veio para trabalhar por uma razão: entende dos afazeres.

Quem são os que estarão à frente da Secom

Secretário – Marcos Vinícius – Advogado e jornalista. Atuou nos jornais O Norte, O Momento, Correio da Paraíba e A União. Entre 2014 e 2016, foi secretário de Comunicação da Capital. Ocupou o cargo de vereador por seis mandatos, tendo no mais recente exercido a presidência da Casa Napoleão Laureano por um biênio.

Secretário-adjunto – Janildo Silva – Jornalista profissional, formado pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). Com passagens pelo Portal ClickPB, Jornal da Paraíba e Correio da Paraíba, foi assessor de imprensa da Funasa/PB, secretário de Comunicação da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) e atualmente exerce o cargo de assessor de Comunicação do Coren-PB.

Eliabe Castor
PB Agora

 

Por Eliabe Castor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

200 cidades paraibanas estão com bandeira amarela no Plano Novo Normal

O Governo da Paraíba publicou, neste sábado (23), a 17ª avaliação do Plano Novo Normal Paraíba que passa a vigorar a partir desta segunda-feira (25) (https://paraiba.pb.gov.br/diretas/saude/coronavirus/novonormalpb ). O documento aponta que…

Moradores de CG só poderão agendar atendimento na Defensoria Pública pelo Chat

O Núcleo Regional de Atendimento da Defensoria Pública do Estado (DPE-PB) em Campina Grande passou a atender exclusivamente de forma presencial, mas para evitar aglomerações, especialmente entre aqueles que procuram…