Por Eliabe Castor

A grande história da humanidade sempre foi contada pelo viés das distorções. O que é moda hoje, chamada de fake news, nada mais é que notícias falsas em bom português. Expediente usado por pessoas de má fé há séculos, com objetivos pessoais, não coletivos.

E aqui, indo direto ao ponto, digo, pautado em números da Secretaria de Saúde do Estado (SES) e Ministério da Saúde, que a Paraíba segue firme nas trincheiras de contenção ao avanço do malsinado coronavírus.

As “armas” estão sendo utilizadas contra um inimigo invisível, mas extremamente letal. E a mais potente de todas as “ogivas” reside na vacinação da população, a fim de imunizar todos – falei todos – contra essa enfermidade, respeitando, claro, um calendário para que os indivíduos recebam suas respectivas doses na data exata, algo que está acontecendo de maneira ampla no estado.

A Paraíba já recebeu, conforme números da SES, confirmado pelo secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, em conversa com a Coluna no final da tarde desta quinta-feira (15), 919.380 mil doses, das quais foram distribuídas nos 223 municípios paraibanos 918.218 mil unidades. Cada lote chega ao seu destino em 24 horas.

Toda a distribuição vem sendo realizada em 14 furgões frigoríficos e duas aeronaves pertencentes ao governo estadual. Em resumo: não há o que a população temer. As linhas de distribuição estão mantidas. O que acontece, nas palavras do secretário Geraldo Medeiros, é que muitos municípios vacinam as pessoas e, por motivos adversos, não repassam os números de imediato ao Programa Nacional de Imunizações, ou simplesmente (PNI), ligado ao Ministério da Saúde. Ainda há uma reserva técnica de vacinas para eventuais problemáticas. Hoje esse número está em 459 doses.

Indagado se há má fé em políticos negacionistas à Covid-19, como é o caso do deputado estadual Cabo Gilberto (PSL) em mostrar falsos números à população, ao ponto de cometer ato desumano e dizer que o governo do Estado estaria supostamente “escondendo” 300 mil doses de vacinas, Geraldo Medeiros foi diplomático, atribuindo a postura do parlamentar como “desinformado”, mas faz-se evidente que há uma conotação política lógica que o gestor preferiu não entrar no mérito.

Contudo, basta observar que o deputado comunga com o mesmo pensamento mais que equivocado do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). É contra o uso de máscaras, distanciamento social, entre outras medidas reconhecidas como essenciais pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Negacionismo

Bolsonaro, que enfrenta um, digamos, inferno astral no seu governo de extrema-direita, vê a cada dia o número de mortos pela Covid-19 ceifar aproximadamente 5 mil vidas no país. O que choca o mundo. Um possível genocídio que abala todos de bom senso e já está em análise na corte internacional de Justiça de Haia, além de inúmeros processos contra o inquilino do Palácio da Redenção no Supremo Tribunal Federal (STF) e uma CPI já aceita pelo Congresso para investigar omissões do governo Federal em relação ao combate da pandemia causada pela Covid-19.

Mas retornando ao “Sublime Torrão”, terra amada por todos os paraibanos, dados da Fiocruz apontam a Paraíba como o primeiro em vacinar pessoas da faixa etária de 70 a 79 em todo o Brasil. Algo amplamente positivo.

Por fim, vale uma sugestão: antes de ler, acreditar e repassar fake news, é dever humanitário do cidadão e cidadã checar as informações, a fim de não provocar caos ou desespero em período tão árduo com notícias falsas.

Dados

Os cinco estados que mais vacinaram são: Rio Grande do Sul (15,84%), Mato Grosso do Sul (14,28%), Paraíba (13,42%), Bahia (13,33%) e Espírito Santo (13,16%). Em todo o Brasil, 24.433.064 milhões de pessoas já tomaram ao menos uma dose, o que corresponde a 11,54% da população. Dados do Ministério da Saúde.

Reflexão

A vida deve ser tratada com o máximo de respeito. Colocar o individualismo sobre a coletividade é desumano.

Por Eliabe Castor

Notícias relacionadas

Juliette pede que paraibanos cumpram distanciamento social em seu retorno à PB

A advogada paraibana Juliette Freire, que venceu o Big Brother Brasil 2021 e se tornou fenômeno nacional, pediu que os paraibanos pratiquem o distanciamento social na sua volta ao estado.…

Vacinação de pessoas de 35+ com comorbidades continua nesta terça-feira

Prefeitura começa a vacinar pessoas de 25+ com deficiência nesta terça-feira A Prefeitura de João Pessoa começa a vacinar, nesta terça-feira (11), as pessoas de 25 anos de idade ou…