Por Wellington Farias

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressistas), já enfrentou sérios problemas decorrentes de intervenções urbanas na orla da cidade, em períodos outros em que já tinha administrado a Capital.

Lembram-se do rolo que deu nas intervenções na famosa “calçadinha”, que deu muito o que falar?!

Pois bem, é bom Cícero por as barbas de molho e ficar atento para não cair em esparrelas propostas por assessores.

Digo assessores porque não é razoável supor que Cícero, depois de tudo, ainda queira se queimar outra vez com obras na orla de João Pessoa…

Coisa de jerico
Mas parece que tem gente querendo empurrar o prefeito para novas encrencas. Segundo circula a boca miúda, a ideia (de burrico, diga-se de passagem) é desmanchar ou simplesmente alterar o chamado Largo de Tambaú.

É bom lembrar que o tal Largo de Tambaú – construído na gestão de Luciano Cartaxo – é uma obra que mede 8.620m² em que a Prefeitura de João Pessoa aplicou a bagatela R$ 2,7 milhões com recursos próprios, ou seja: com o dinheiro do contribuinte, e foi inaugurado faz muito pouco tempo. A entrega da primeira etapa data de setembro passado.

Farra
Pela grande movimentação que se observa naquela área, sobretudo a partir dos finais de tarde, verifica-se que o Largo de Tambaú é um projeto viável, como ponto de convivência social, e o oferecimento de mais espaço para o humano.

Independe de qualquer outra coisa, de atender cem por cento ou em parte as
expectativas dos que frequentam aquela área, é preciso se levar em conta de que nem aqui, nem em lugar nenhum tem lógica se desmanchar uma obra que ainda cheira a concreto.

Desmanchar ou alterar o Largo de Tambaú denotaria farra com o dinheiro público.

Enquanto isso…
Imaginemos se aplicassem na desprezada periferia de João Pessoa o que já foi gasto no Largo de Tambaú, mais o que seria preciso aplicar para novas intervenções. A ideia soa tão absurda que nos leva a imaginar haver por trás de tão esdrúxula proposta algum interesse escuso.

Cícero precisa ter muito cuidado em todas as ações de sua gestão no campo da construção civil.

Por Wellington Farias

Notícias relacionadas

Prefeito e vice-prefeito de Cabedelo lamentam morte de secretário da Defesa Civil; cidade terá luto de 3 dias

A Prefeitura Municipal de Cabedelo decretou luto oficial de 3 dias pela morte do secretário de Defesa Civil do município, Fernando Macedo. Macedo faleceu na manhã desta segunda-feira (8), vítima…

Secretário pontua caráter preventivo das novas medidas da PB

Nesta segunda-feira (08) o secretário Executivo de Gestão da Rede de Unidades de Saúde da Paraíba, Daniel Beltrammi, declarou que o Governo da Paraíba, através do governador João Azevêdo e…