A Paraíba o tempo todo  |

Opinião: a Câmara Municipal de João Pessoa “respira” novos ares e está aberta para o povo

“A praça, a praça é do Povo! Como o céu é do Condor!”. Disse um dia Castro Alves, também conhecido como o “Poeta dos Escravos” por inserir, em seus poemas, a combatividade à escravidão. E assim observo a importância da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), hoje estando à frente da sua presidência o vereador Dinho Dowsley (Avante) que, em conversa com a coluna na manhã desta quinta-feira (04), durante o evento de inauguração do Museu da Cidade de João Pessoa, falou um pouco das atividades da Casa de Napoleão Laureano.

Eleito por unanimidade presidente do Conselho Nacional do Poder Legislativo Municipal das Capitais (Conalec) por dois anos, Dinho lembrou que a Câmara pessoense foi, e sempre será do povo, estando suas portas abertas para receber as demandas sociais. Como exemplo, cito que só este ano foram discutidas, apreciadas e aprovadas cinco mil matérias que beneficiam, de forma direta, a população residente em João Pessoa.

O presidente ressaltou a parceria firmada com a Defensoria Pública do Estado, cedendo a CMJP um espaço para os defensores públicos atenderem à população, em especial a que se enquadra na malha social mais carente de João Pessoa, e que busca no órgão um acompanhamento jurídico para a efetivação de conciliações, ações cíveis, direito da família e consumidor, entre outros que englobam questões judiciais.

De forma simples e sempre receptivo, Dinho Dowsley, que esteve em visita recente ao Ministério Público e Tribunal de Contas firmando parcerias, observou a importância da interrelação dos órgãos citados, solicitando aos seus respectivos presidentes orientações e recomendações para que a Câmara não cometa erros. Desta forma a instituição demonstra transparência nas suas ações, o que é salutar em período social turvo, seja pela polarização política, seja pelos efeitos nefastos provocados pela pandemia.

Sobre a nova sede da Casa, Dinho ressaltou esperar que as obras sejam iniciadas no começo do próximo ano, já que a tramitação de toda a documentação para a edificação do espaço já está praticamente conclusa. A construção do implemento terá um valor aproximado de R$ 15 milhões, e só foi possível graças a parceria envolvendo a CMJP e a Prefeitura Municipal de João Pessoa, cujo prefeito Cícero Lucena (PP) deu o aval para a operação financeira, a ser pago em descontos no duodécimo da Câmara.

Com a nova sede, a Câmara terá uma estrutura para atender melhor a população. O prédio será erguido ao lado no anexo da Casa, situado na Rua das Trincheiras, mantendo o funcionamento do Legislativo pessoense no Centro Histórico, nas proximidades dos outros Poderes instalados no bairro.

Por esses fatores e outros, parafraseio Castro Alves, mostrando que a praça é do povo, bem como a Câmara Municipal de João Pessoa e da população.

PUBLICIDADE

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe