Por pbagora.com.br

As manchas de óleo que castigam o litoral nordestino têm causado grande preocupação aos Estados e deixado em alerta a Paraíba, que não apresentou casos graves como os que ocorrem em Pernambuco, Sergipe, Bahia, entre outros estados, onde toneladas da substância tóxica estão sendo retiradas diariamente do mar e da areia das praias.

Na Paraíba, o governo realizou uma reunião de emergência com órgãos ambientais e prefeituras de cidades litorâneas na busca de se prevenir caso o óleo chegue na proporção que está acontecendo nos outros estados.

Por sua vez, as cidades do litoral paraibano também têm realizado verdadeiras força-tarefa para o caso de surgirem manchas em suas praias, como é o caso de Lucena, no litoral Norte paraibano.

Na cidade, de acordo com a secretária de Turismo e Meio Ambiente, Socorro Leite, o prefeito Marcelo Monteiro já se reuniu com pescadores através das colônias de pesca do município, e também com outros agentes interessados na prevenção do desastre ambiental e traçaram um plano de prevenção.

“Já estamos reunindo os pescadores através das colônias do município, o prefeito e demais agentes interessados para nos preparar para o caso do óleo atingir nosso município. Também faço parte do grupo do Plano de Área do Porto de Cabedelo e estamos atentos, buscando toda prevenção” declarou a secretária.

Socorro Leite ainda revelou que no próximo sábado (26), a prefeitura, em parceria com o governo do estado e a Marinha irão fazer a inspeção da orla de Lucena, com o intuito de verificar como está a situação, principalmente dos bancos de corais e currais de pesca.

“Próximo sábado faremos a inspeção com a Marinha e Bombeiros na nossa orla até corais e currais de pescas. Deus nos proteja para que esse pesadelo passe logo. Estamos unidos em combate a esse desastre” disse.

A cidade de Lucena tem cerca de 16km de orla marítima.

PB Agora

Notícias relacionadas

Bruno Farias comemora derrubada de veto do PL que torna atividades físicas serviço essencial

O vereador Bruno Farias comemorou o fato da CMJP ter derrubado o veto que impedia que atividades físicas sejam consideradas serviço essencial em João Pessoa. Agora o PL 2020/2020, de…

“Governo não está em queda de braço com igrejas”, esclarece João Azevêdo

Em um vídeo divulgado nas suas redes sociais, o governador João Azevêdo (Cidadania) esclarece alguns pontos do decreto estadual e rebate mais uma vez as críticas de segmentos religiosos que…