Uma mulher morreu na noite desta segunda-feira (9) no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, onde estava internada desde o dia 26 de novembro deste ano, após sofrer queimaduras causadas por uma explosão de gás que estava vazando do botijão na casa onde ela morava, em Igaracy, no Sertão paraibano.

O caso aconteceu no sítio Catinga Grande, Zona Rural de Igaracy. Segundo boletim de ocorrência registrado pelo irmão da vítima na Central de Polícia Civil de Campina Grande, Helene Vicente da Silva, de 46 anos, estava na casa quando o botijão de gás que estava vazando explodiu. O sobrinho da vítima também estava no local durante o acidente e morreu no dia 28 de novembro.

A vítima chegou a ser levada para o Hospital de Piancó, ainda no Sertão da Paraíba, mas precisou ser transferido para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande. Nesta segunda-feira (9), a unidade de saúde informou que ela não resistiu e morreu. As informações são do G1

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mundo contabiliza mais de 600 mil pessoas infectadas com coronavírus

Passou de 600 mil o número de pessoas infectadas com a Covid-19 no mundo, de acordo com levantamento da universidade Johns Hopkins, neste sábado (28). São 614.884 infectados, com 28.687…

Açude de Boqueirão passa dos 62% e poderá sangrar ainda este ano

Com as cheias dos rios Taperoá e Paraíba, o açude Epitácio Pessoa, localizado na cidade de Boqueirão, Cariri do estado, registrou 62,01% de volume nesta sexta-feira (27), o que equivale…