Por pbagora.com.br

Na noite dessa quarta-feira (25) a mulher, de 28 anos, que estava internada na Maternidade Cândida Vargas após um suposto erro médico durante um parto cesariano apontado pelos familiares, veio a óbito.

Segundo informações da direção do hospital, Kellyane sofreu uma parada cardiorrespiratória. Ela já havia tido morte cerebral no último dia 19.

De acordo com a família, materiais cirúrgicos teriam sido esquecidos dentro da mulher após a realização de um parto cesariano na unidade de saúde no mês de setembro.

Ao retornar ao hospital após o parto, uma bactéria foi detectada no corpo da paciente. Após sete dias de internação para tratar a bactéria, uma ultrassom foi realizada em Kellyane, que passou por três cirurgias devido a perfurações no intestino grosso e delgado.

Após a confirmação do óbito, nesta quinta-feira (26), a Secretaria Municipal de Saúde informou que os familiares estão recebendo todo o acompanhamento necessário por parte da equipe multiprofissional e, da direção do Instituto Cândida Vargas (ICV).

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Sindicalista fala da volta da retomada dos serviços dos Correios, após decisão do TST

Os trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos devem retornar da greve amanhã, no Estado, de acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Correios e Telégrafos na Paraíba (Sintect…

Paraíba licitou 104 obras e projetos por meio da Suplan de janeiro a setembro

O Governo da Paraíba, por meio da Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado (Suplan), chegou à marca de 104 licitações realizadas neste ano de 2020, de janeiro…