O Ministério Público da Paraíba está acompanhando o movimento nas redes sociais de convocação da população para carreatas. Os membros do MPPB, em conjunto com as forças policiais, estão atuando para garantir que o direito a manifestações não viole as normas sanitárias que devem ser seguidas pelos cidadãos para a contenção da epidemia da covid-19, no Estado. Os organizadores estão sendo monitorados pela Secretaria de Segurança e serão responsabilizados por possíveis excessos.

De acordo com o procurador-geral de Justiça, Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho, o Ministério Público respeita o direito das pessoas de manifestarem opiniões e pensamentos, mas, neste momento, a orientação das autoridades de saúde é que os cidadãos adotem medidas para evitar aglomerações, que possam colocar em risco a saúde das pessoas.

“Estamos em luta para garantir que menos pessoas adoeçam na Paraíba, que os leitos sejam suficientes para atender os casos graves. Temos visto a experiência negativa de outros países que não adotaram o isolamento social ou que adotaram tardiamente. Todas as opiniões diversas são respeitadas, mas recomendamos que os cidadãos que quiserem se manifestar não saiam dos veículos, não façam concentrações e não ocupem os transportes coletivos. Qualquer irresponsabilidade, ou excesso, deve ser denunciada aos órgãos de controle”, esclareceu Seráphico.

O Ministério Público também está em contato com as autoridades policiais para tomar as medidas que se fizerem necessárias.

PB Agora com MPPB

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

TJ concede agravo e derruba decisão do juiz de Bayeux contra Nilvan Ferreira

A desembargadora Maria das Graças Morais Guedes concedeu agravo ao comunicador Nilvan Ferreira e com isso derrubou a decisão do juiz de Bayeux, Antônio Rudimacy Firmino de Sousa, que havia…

Promotoria recomenda acolhimento de idoso em situação de vulnerabilidade no Centro Pop de JP

O Ministério Público da Paraíba recomendou à Secretaria de Desenvolvimento Social de João Pessoa que, em caráter com urgência, efetive o acolhimento institucional de um idoso no Centro Especializado para…