O Promotor de Defesa dos Direitos do Consumidor, Gualberto Bezerra, vai se reunir, nesta terça-feira (10), às 15h, na Promotoria do Consumidor, em João Pessoa, com representantes da Polícia Federal, da Secretaria de Segurança e Defesa Social da Paraíba e com membros do setor de segurança do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal para discutir a onda de assaltos popularmente chamados de “saidinhas de banco”.

De acordo com o Promotor de Justiça, a reunião tem como objetivo desenvolver estratégias de prevenção e repressão às saidinhas de banco. “Queremos discutir algumas ações para mostrar aos bandidos que estamos unidos”, disse.Segundo Gualberto, as saidinhas de banco têm origem no interior das dependências dos estabelecimentos bancários, através de “estratégias de observação” utilizadas pelos delinqüentes. Ele explicou que a prestação direta de serviços bancários é regida pelo Código de Defesa do Consumidor e que, devido a isso, a Promotoria de Defesa dos Direitos do Consumidor instaurou inquérito civil para apurar as responsabilidades dos atores sociais envolvidos.

 

Da Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mulher com substância análoga à cocaína é presa em São Mamede

Na noite dessa segunda-feira, dia 24, a PRF da Paraíba prendeu uma mulher que transportava em um táxi cerca de 220 gramas de substância análoga à cocaína na cidade de…

Vídeo: açude sangra em Cajazeiras e Inmet emite alerta para mais chuvas no Sertão

A madrugada desta segunda-feira (24) foi de fortes chuvas no Sertão paraibano, o que fez com que o Açude Grande, na cidade de Cajazeiras, no Alto Sertão, sangrasse. O Instituto…