Por pbagora.com.br

O Ministério Público da Paraíba estuda recorrer dos decretos menos restritivos em municípios paraibanos em relação ao decreto estadual emitido pelo Governo da Paraíba essa semana.

A análise já foi iniciada pelos membros do órgão na manhã desta quinta-feira (03).

A decisão deve levar em conta o agravamento da pandemia que elevou a taxa de ocupação de leitos de UTIs para 85% e ainda o entendimento do Supremo Tribunal Federal que favorece as medidas mais duras quando houver conflito entre entes.

Os decretos em João Pessoa  e do Governo do Estado colidem em pelo menos dois pontos, por exemplo. Enquanto na Capital fica liberada as academias devem ficar abertas, durante o período, o decreto estadual estipula que os estabelecimentos fiquem fechados.

Em outro ponto, segundo o decreto estadual, bares e restaurantes devem funcionar até às 16h, já em João Pessoa, esses serviços se estendem até às 21h.

PB Agora

Notícias relacionadas

MS libera recursos para compra de castramóvel em Cajazeiras e Guarabira

Os municípios de Cajazeiras e Guarabira vão receber nos próximos dias, cada um, R$161.667,00 para a compra de castramóvel –  veículo utilizado para realização de cirurgias de castração em cães…

Concurso da PMJP: Semob conta com esquema especial de trânsito e transporte

Para garantir o ordenamento viário no entorno das escolas onde estarão sendo aplicadas as provas do concurso da Prefeitura de João Pessoa, neste domingo (13), a Superintendência Executiva de Mobilidade…