Por pbagora.com.br

Nesta quarta-feira (05), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, determinou que o ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB) retire a tornozeleira eletrônica que ele utiliza desde fevereiro deste ano.

De acordo com a decisão do ministro, Ricardo Coutinho deve ficar sem o equipamento até o julgamento do habeas corpus impetrado pela defesa.

Os advogados de Ricardo alegam que a tornozeleira usada pelo ex-governador vem apresentando defeitos que fazem com que ele precise estar constantemente saindo para realizar os reparos e, com isso, se expondo ao novo coronavírus.

O pedido para que Ricardo ficasse sem o acessório de segurança já havia sido negado duas vezes pelos ministros Dias Toffoli e Luiz Fux.

PB Agora

Notícias relacionadas

Homem é executado a tiros no bairro do Bessa, em João Pessoa

Três criminosos assassinaram um homem a tiros, no bairro do Bessa, na tarde desta terça-feira (02). A vítima foi cercada pelo bando e não teve condições de reagir. Câmeras de…

Degradação do habitat e captura predatória podem levar ao desaparecimento dos guaiamums na PB

Apesar do Ministério do Meio Ambiente (MMA) ter publicado em 2014, a Portaria 445 do determinando que estava proibida a captura e comercialização dos guaiamums em qualquer período do ano.…