A Paraíba o tempo todo  |

Messi conquista Bola de Ouro pela sétima vez e se isola ainda mais como maior vencedor

Sete vezes Lionel Messi. O craque argentino recebeu o seu sétimo prêmio Bola de Ouro de melhor jogador do mundo, em cerimônia realizada nesta segunda-feira pela revista “France Football” no Théâtre du Châtelet, em Paris. O atacante polonês Lewandowski foi o terceiro, e o ítalo-brasileiro Jorginho completou o pódio.

Em seu discurso, Messi admitiu que a campanha do título da Copa América foi essencial para o prêmio.

– Muitas vezes ganhei esse prêmio e tinha a sensação de que algo faltava, mas esse ano foi diferente. Eu consegui o sonho que eu tanto queria, depois de ter tropeçado tantas vezes, escorregado na hora H, e muito desse prêmio vem do que fizemos na Copa América, e quero dividir esse prêmio com meus colegas de seleção.

Messi também fez questão de cumprimentar Lewandowski, segundo colocado. O argentino ressaltou que o polonês deveria ter sido premiado em 2020, quando a France Football cancelou a Bola de Ouro.

O camisa 30 do Paris Saint-Germain superou na reta final outros favoritos como Robert Lewandowski, do Bayern de Munique, Cristiano Ronaldo, do Manchester United, e Jorginho, do Chelsea — este último havia sido eleito pela Uefa como o melhor jogador da última temporada. O volante ítalo-brasileiro ficou em terceiro. O brasileiro Neymar, também do PSG, terminou em 16º lugar.


Messi se isola ainda mais como maior vencedor da história da premiação, com dois troféus a mais que Cristiano Ronaldo. Agora ele tem nove prêmios ao todo: sete Bolas de Ouro, quatro delas unificadas com a Fifa, e outros dois de Melhor Jogador do Mundo dados pela entidade máxima do futebol.


Na temporada passada, Messi disputou 47 jogos pelo Barcelona, marcando 38 gols e dando 12 assistências. O único título conquistado pelo time espanhol em 2020/21 foi a Copa do Rei.

Pela seleção da Argentina foram mais 13 partidas, com seis gols e cinco assistências. Ele foi fundamental para a conquista da Copa América 2021, torneio no qual foi eleito o melhor jogador e também terminou como artilheiro (quatro gols).

Messi “iguala” Pelé
A entrega da Bola de Ouro foi feita pela primeira vez em 1956. Até 1995, o prêmio era entregue apenas para jogadores de nacionalidades europeias. Em 2006, outra mudança: passaram a ser incluídos jogadores que atuassem fora do futebol europeu, em qualquer parte do mundo.

Em 2015, quando fez 60 anos, a France Football fez uma revisão de todos os seus prêmios anteriores com base nas regras atuais e reconheceu: Pelé teria sete Bolas de Ouro, em 1958, 1959, 1960, 1961, 1963, 1965 e 1970. Mas o Rei, no entanto, não consta na lista oficial de ganhadores.


A votação foi feita por 180 jornalistas internacionais. Em 2020 não houve eleição por causa da pandemia de Covid-19. É importante ressaltar que a “Ballon d’Or” é uma premiação diferente da “The Best”, que será realizada apenas em 17 de janeiro.

Globoesportos

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      11
      Compartilhe