A distribuição de máscaras nas filas de bancos para a população de baixa renda, que está recebendo o auxílio emergencial e o Bolsa Família, começou a ser realizada em João Pessoa nesta semana. A ação, que faz parte das medidas que visam combater o avanço do coronavírus no Estado, é realizada de forma conjunta pela Secretaria de Estado da Saúde, Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano, Detran-PB e o Procon Estadual da Paraíba.

A ação teve início em Campina Grande e região no dia 25 de maio. Ao todo, serão entregues aproximadamente 3 milhões de máscaras. Em João Pessoa, a distribuição começou na agência Cabo Branco da Caixa Econômica. Quando recebem a máscara reutilizável, as pessoas preencheram um formulário com nome e CPF para prestação de contas.

Com esta ação, o Governo do Estado objetiva exercer a vigilância, a prevenção e redução de contágio pelo coronavírus nas filas de bancos, principalmente nas agências da Caixa Econômica, nas quais é realizado o pagamento do auxílio emergencial e do Bolsa Família.

Em João Pessoa, serão distribuídas cerca de 1 milhão e 300 mil máscaras, dando continuidade à distribuição iniciada na cidade de Campina Grande. As cidades que fazem parte da 3ª macrorregião do Estado como Patos, Sousa e Cajazeiras também receberão essa ação, atingindo um total de três milhões de máscaras distribuídas.

Para a superintendente do Procon-PB, Késsia Cavalcanti, esta ação vai contribuir para uma melhor proteção aos consumidores em geral que necessitam sair, trabalhar nos serviços essenciais e para aqueles que vão aos bancos, principalmente. “Esta ação é muito importante e vai contribuir como auxílio e proteção para os consumidores nesse momento em que vivemos tempos de grande preocupação com a proliferação do vírus e uma maneira preventiva eficaz é o uso contínuo de máscaras”, frisou.

Késsia também falou que o Procon do Estado já vem desempenhando um papel de fiscalização e educação para o consumo e que tem o objetivo de levar proteção e segurança àqueles que precisam, principalmente agora nesse tempo de pandemia.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Estudantes com FIES já podem suspender parcelas na caixa

Medida aprovada pelo MEC começa a valer nesta segunda-feira (6) Estudantes que contrataram financiamento estudantil – FIES – por meio da CAIXA podem requerer a suspensão do pagamento de até…

Energisa: Isolamento social reforça importância do consumo consciente

Desde março, por causa da pandemia do coronavírus, estamos uma vivendo uma realidade nova. Com as pessoas passando mais tempo em casa, a tendência é o aumento do consumo e…