Por pbagora.com.br

 A Marquise Ambiental distribuiu uma nota à imprensa afirmando que paralisou os serviços no município de Cabedelo porque teria sofrido um calote milionário da prefeitura de Cabedelo, conforme texto abaixo. Já o prefeito Leto, também em nota à imprensa negou o calote.  O gestor afirmou ter efetuado um pagamento equivalente a três meses de serviços à empresa responsável pela coleta de lixo, totalizando mais de R$ 1,5 milhão.

Ele acrescenta que coordenará, neste fim de semana, o mutirão de limpeza “Todos unidos por uma cidade limpa”, a ser realizado em parceria com diversas empresas privadas, para retirar o lixo da cidade. A ação tinha início previsto para as 07h30 deste sábado (08), na Praça Getúlio Vargas, Centro de Cabedelo, com a presença do prefeito e de seus auxiliares, e se estenderá ao longo do domingo (09).

VEJA A NOTA

Nota da Marquise.

A Marquise Ambiental lamenta informar que será forçada a suspender os serviços de limpeza urbana de Cabedelo, a partir do dia 7 de fevereiro. Essa é uma decisão extremamente difícil para a empresa. Apesar das insistentes tentativas da Marquise Ambiental, a Prefeitura se recusou a firmar acordo para sanar uma dívida que já passa de R$6,4 milhões.

Uma das três maiores empresas brasileiras na área de coleta, transporte e destinação final de resíduos sólidos, com mais de 30 anos de atuação e presença em várias capitais e cidades, a Marquise Ambiental esteve sempre comprometida com Cabedelo.

Desde junho de 2010, quando assumiu a limpeza urbana do Município, a empresa vem cumprindo todos os seus compromissos. Para não prejudicar a população, manteve todas as atividades, mesmo sem receber o equivalente a dez meses de contrato.

A Marquise Ambiental reafirma seu compromisso com Cabedelo e espera que as autoridades municipais encontrem alternativas para evitar a interrupção de um serviço que é essencial à população.

A Direção.

 

 DIZ A NOTA DA PREFEITURA DE CABEDELO

 

“Sem nenhum ônus para a Prefeitura, a ação envolverá caminhões, caçambas, retroescavadeira, além de dezenas de agentes de limpeza, para remover os entulhos, o lixo doméstico e as podas de árvores empilhadas nas ruas e calçadas”, diz a nota emitida pela prefeitura. Nela, o prefeito argumenta: “Recebemos uma dívida de, aproximadamente, R$ 6 milhões referente a nove meses de coleta de lixo, junto à empresa prestadora do serviço, a Marquise Ambiental. Pagamos uma parte, mas, em dois meses, é humanamente impossível resolver todos os problemas da nossa cidade, que são muitos, acumulados ao longo de décadas”. Ele alegou que ao iniciar sua gestão, constatou que o contrato para retirada de entulho já havia expirado, portanto a empresa não estaria mais habilitada para realizar esse serviço.

Leto Viana ainda declarou que estaria em negociação o parcelamento da dívida total, até que a empresa divulgou, desde a manhã dessa sexta-feira (07), através da mídia, uma nota oficial informando a suspensão do serviço de limpeza, antes de notificar a Prefeitura, o que só foi feito no final da tarde da sexta-feira.

“Antes mesmo de ser notificada, nessa sexta, a Prefeitura de Cabedelo pagou à empresa coletora de lixo o valor total de R$ 974 mil. Em apenas dois meses da nossa gestão, a empresa prestadora de serviços exigiu o pagamento de uma dívida contraída anteriormente, acumulada ao longo de nove meses antes de eu assumir a Prefeitura. Não entendo porque não foi cobrado à gestão anterior, que contraiu a dívida e nunca foi notificada”, declarou Leto Viana.



PB Agora

Notícias relacionadas

Inmet emite alerta de chuvas intensas para cidades do Seridó, Cariri e Sertão da PB

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) divulgou alerta amarelo de perigo potencial de chuvas intensas para 117 dos 223 municípios paraibanos. O aviso começou a valer às 10h45 desta quarta-feira…

ALPB aprova projeto que incentiva pesquisa para o uso da cannabis medicinal

Difundir informações e incentivar pesquisas científicas com a Cannabis Sp. Esses são os objetivos do PL 1920/2020, de autoria da deputada Estela Bezerra, aprovado na manhã desta terça-feira (20) pela…