A Paraíba o tempo todo  |

Paraibano é citado no relatório da CPI da Covid por crimes que resultaram em morte e prevaricação

O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), registrou na manhã desta quarta-feira (20) seu relatório final no sistema do Senado. O texto pede 68 indiciamentos, entre pessoas físicas e empresas. Uma dessas pessoas é o ministro da Saúde, o paraibano Marcelo Queiroga.

Calheiros sugere o indiciamento de Queiroga pelos crimes de epidemia com resultado morte e prevaricação.

De acordo com a legislação penal, o primeiro crime se dá quando um agente, de maneira intencional, contribui com a propagação de uma epidemia – tendo caráter hediondo quando resulta em morte.

Já o crime de prevaricação é caracterizado quando um agente público deixa de praticar ou pratica indevidamente ato de ofício contra disposição expressa de lei, “para satisfazer interesse ou sentimento pessoal”.

PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      2
      Compartilhe