Por pbagora.com.br

O governador José Maranhão anunciou durante entrevista a jornalistas da TV Tambaú que vai cuidar do Museu do Estado a ser instalado na Praça da Independência. Para isso pretende firmar parcerias com instituições e, inclusive, com o governo espanhol.

A recuperação do prédio onde deveria funcionar o Primeiro Museu do Estado foi paralisada pelo governo anterior, no entanto, Maranhão garantiu que os trabalhos serão retomados.

O governador disse que a história é o testemunho de gerações. Ele salientou que no Governo Maranhão II foram firmados vários convênios com o governo da Espanha que entrava com um terço do custo na restauração de peças e de monumentos históricos, citando entre eles o Convento de São Pedro Gonçalo. Naquela ocasião, salientou o governador, foi descoberto o alicerce da primeira capela da cidade de João Pessoa.

Entre as obras restauradas durante o seu governo, Maranhão enumerou a arquitetura colonial da Igreja da Avenida General Osório, bem como o seu anexo e também a Igreja de Mamanguape.

Maranhão disse que seu governo tem compromisso com a cultura paraibana e disse que João Pessoa tem um patrimônio histórico colossal, citando a Faculdade de Direito, o Palácio da Redenção, o prédio do Tribunal de Justiça e o prédio onde funcionou o Jornal A União, que foi demolido para a construção da Assembléia Legislativa.

“Vamos buscar essas parcerias, porque a Espanha tem interesse nesse restauro, porque toda essa arquitetura foi influenciada pelos espanhóis” disse.

Em relação ao novo sub-secretário de Cultura, o governador disse que Flávio Tavares tem uma grande credibilidade junto aos paraibanos, pois através dele a Paraíba se torna conhecida por sua arte. “A presença dele nos salões é muito respeitada” disse Maranhão ao elogiar Tavares.

 

Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

João discute investimento de R$ 1 bilhão em implantação de parque eólico

O governador João Azevêdo se reuniu, nesta quarta-feira (23), no Palácio da Redenção, em João Pessoa, com representantes da EDF Renewables. A empresa irá instalar, a partir do primeiro semestre…

Morre aos 89 anos músico campinense e ex-jogador do Treze

Morreu nesta terça-feira, 22, em Campina Grande, o músico paraibano Manoel Feliciano de Brito, 89 anos. Mais conhecido como Abdoral do Pandeiro, ele faleceu em decorrência de um infarto. Abdoral…