Por pbagora.com.br

Prefeito eleito no município de Pedras de Fogo pela oposição, o médico Manoel Júnior (SD), deixou claro que passadas as eleições municipais, os palanques foram desarmados e as bandeiras políticas recolhidas e a partir de 1º de janeiro, por isso pretende estender a boa relação pessoal que tem com o governador João Azevêdo (Cidadania) também para o âmbito administrativo.

Doutor Júnior ressaltou que, mesmo tendo derrotado o partido do governador, o Cidadania, no embate político, na administração espera ter a melhor relação institucional possível, separando os embates locais da relação institucional.

“Minha relação pessoal com o governador sempre foi muito boa, desde a época em que eu o conheci secretário da Administração que eu participei na condição de vice-prefeito, depois ele secretário de estado, candidato a governador, sempre tive uma relação muito boa do ponto de vista pessoal. Obviamente lá, guardando as questões de ordem local, os meus adversários são do partido do governador, e eu sempre coloquei, justamente esse ponto, é um ponto de diferença de ordem política, mas não diferença pessoal. A partir de 1º de janeiro eu não serei prefeito daqueles que votaram em mim, mas sim de Pedras de Fogo, terra natal, e ele governador do estado, então a relação tem que ser a melhor possível”, ressaltou.

As declarações de Manoel Júnior foram veiculadas na tarde desta segunda-feira (07), em entrevista ao programa Arapuan Verdade.

 

PB Agora

Notícias relacionadas

Prefeitura de João Pessoa paga salários de janeiro na próxima sexta

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, anunciou, na manhã desta terça-feira (26), o pagamento dos salários referentes ao mês de janeiro a todos os servidores da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). Os profissionais…

Opinião: ao amigo de fé, irmão camarada Wellington Farias

Existem dias que me lembro dos amigos de infância, adolescência, da fase adulta. Os que já partiram; os que permanecem neste plano, e outros que, mesmo pulsando, não mais os…