A exemplo do que acontecem em várias cidades do Brasil, os manifestantes foram às ruas da duas maiores cidades da Paraíba, João Pessoa e Campina Grande, em ato público de apoio ao presidente da república Jair Bolsonaro (PSL) na tarde deste domingo (26). As duas manifestações começaram por volta das 15h e a dispersão aconteceu por volta das 18h30. Em João Pessoa os manifestantes ocuparam o Busto de Tamandaré, na orla da praia de Tambaú, enquanto em Campina Grande, a manifestação foi na Praça da Bandeira, no Centro. Vestidos de verde e amarelo, eles pediam a aprovação das reformas da Previdência e do pacote anticrime de Sérgio Moro, o fim da corrupção entre outros pontos. 

Os organizadores da manifestação de apoio ao presidente Jair Bolsonaro  garantem que cerca de cinco mil pessoas participaram do ato. A Polícia Militar informou que não vai emitir estimativas de público.

A manifestação teve início por volta das 15h20, quando os primeiros manifestantes e um trio elétrico chegaram ao Busto de Tamandaré, no final da Avenida Epitácio Pessoa. Os integrantes do ato se espalharam pela área do busto e pelas avenidas Cabo Branco e Almirante Tamandaré, até as 18h30, quando a mobilização terminou.

Campina Grande

Em Campina Grande, munidos de cartazes e camisas amarelas, os manifestantes pediam uma investigação no poder judiciário, ao que eles chamam de "Lava-Toga" e da implementação da medida provisória 870.

De acordo com a organização, cerca de 600 pessoas participaram do protesto e defenderam a aprovação da reforma da Previdência e do pacote anticrime, proposto pelo ministro da Justiça Sérgio Moro.

A maior parte dos manifestantes vestiu verde e amarelo e usou bandeiras do Brasil. Também foram usados um carro de som e faixas com frases de apoio ao presidente. O trânsito ficou bloqueado em algumas vias por conta do protesto, que terminou por volta das 17h30.

Redação

Foto: Antônio Vieira/TV Cabo Branco


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Fundadora de comunidade católica ‘Casa da Paz de Nazaré’ morre por Covid-19

A Covid-19 continua fazendo vítimas na Paraíba. fundadora da comunidade católica “Casa da Paz de Nazaré’ morreu aos 50 anos após contrair o vírus, em João Pessoa. Edvânia Marinho estava…

Jardim Botânico firma parceria com projeto para observação de pássaros

O Jardim Botânico Benjamin Maranhão, localizado na Capital paraibana, firmou parceria com a esquipe do projeto Vem Passarinhar PB para a promoção de eventos de observação de pássaros no parque.…