O ex-procurador do estado da Paraíba, Gilberto Carneiro, foi denunciado pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) no âmbito da Operação Calvário pelos crimes de concussão e ocultação de bens. De acordo com o Gaeco, além do ex-procurado, também foi denunciado o senhor Geo Luiz de Souza Fontes, motorista.

De acordo com a denúncia, Gilberto Carneiro teria ocultado e dissimulado a natureza, origem, localização e a disposição de um veículo GM S10, com a participação de Geo Luiz de Souza Fontes. O carro teria sido adquirido por um empresário, a pedido do ex-procurador-geral, para ser usado na campanha eleitoral de 2010.

De acordo com o empresário, o veículo foi obtido após Gilberto Carneiro ter exigido vantagem indevida ao proprietário de uma empresa quando ainda era procurador-geral de João Pessoa. No entanto, ao longo dos últimos oito anos, o empresário teria procurado o ex-procurador para reaver o veículo, que ainda não teria sido devolvido por Gilberto Carneiro, pois, junto com o motorista Geo Luiz, estariam fazendo uso do carro.

Encaminhada para o Tribunal Regional Eleitoral, a denúncia segue em segredo de justiça e, segundo decisão do ministro Marco Aurélio, trata-se de crime eleitoral. Desta forma, outras denúncias apontadas pela Operação Calvário também podem migrar para o TRE. Segundo decisão do STF, em 2019, cabe à Justiça Eleitoral julgar os casos de caixa dois, mesmo quando relacionados a outros crimes.

PB Agora
com informações do Polêmica Paraíba

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Reforma tributária deve “tirar o peso das costas de quem quer investir”

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, e o líder do Democratas na Câmara, deputado Efraim Filho (PB), falaram em “legado para as futuras gerações” durante reunião da bancada…

Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 190 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas do Concurso 2.235 da Mega-Sena sorteadas hoje (19), no Espaço Loterias Caixa, em São Paulo. O prêmio para o próximo sorteio, que ocorrerá no sábado…